Sorteio

sábado, 9 de novembro de 2019

Evangelho de hoje, domingo, 10/11/2019

Evangelho do dia - Lc 20,27-38
As leituras de hoje nos ensinam a ter fé na vida que vem de Deus. A Primeira Leitura é um trecho de uma das páginas mais emocionantes de toda a Bíblia. Trata-se do martírio dos irmãos Macabeus juntamente com sua mãe. O testemunho dessa família de mártires se passa durante a perseguição do rei Antíoco, século II a.C. O rei quer acabar com as tradições da fé do povo judeu, proibindo qualquer manifestação religiosa popular.
Na insistência do perseguidor, a mãe pede aos filhos para resistirem através da fé na ressurreição. A ressurreição é a grande esperança dos pobres e dos pequenos frente à tirania dos poderosos. O poder de Deus se manifesta na vitória da vida contra as forças da morte. Por mais violentos que sejam os que buscam destruir a vida, sempre maior será a força divina capaz de recriar a vida. Firmes nessa fé, os irmãos resistem ao rei e entregam sua vida terrena na certeza da vitória da vida celeste.
No Evangelho de hoje, Jesus está no templo, ensinando o povo e anunciando a Boa Nova (cf. Lc 20,1). Aqui ele enfrenta os saduceus. Esse partido religioso congregava os poderosos daquela época. Nele se reuniam os aristocratas, os príncipes do povo e alguns sacerdotes. Nenhum deles acreditava na ressurreição. Para provocar Jesus, eles colocam um caso com bastante criatividade: Na vida futura, com quem fica uma viúva que teve sete maridos, sem ter filho com nenhum deles? Jesus responde com bastante discernimento.
Em primeiro lugar, ele questiona o caso em si, dizendo que não é possível comparar uma situação desta vida presente com o que vai acontecer na vida futura. A ressurreição não pode ser comparada com as situações vigentes neste mundo. Tudo será diferente. Na ressurreição já não teremos as mesmas relações que temos aqui neste mundo. Jesus deixa claro que os que ressuscitam já são, desde agora, filhos de Deus e vivem a realidade nova da vida divina. Para concluir, Jesus lembra o episódio de Moisés no deserto quando Deus se apresenta como um Deus dos vivos, e não como Deus dos mortos, “pois todos vivem para ele!”

Francisco Orofino e Frei Carlos Mesters

Oração
Deus de poder e misericórdia, afastai de nós todo obstáculo para que, inteiramente disponíveis, nos dediquemos ao vosso serviço. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
— Amém.
Fonte - http://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

Nenhum comentário:

Postar um comentário