Sorteio

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Festa do Padroeiro Divino Espirito Santo - 6º Dia 16.05.2018

Clique na Imagem para ver mais Fotos!
FOTOS: FÁBIO VIANNA

Gravemos o valor sagrado do matrimônio em nosso coração

O matrimônio não é uma união de ilusões, paixões e noitadas, por isso seu valor sagrado precisa estar em nosso coração
“Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!” (Marcos 10,7).
A Palavra de Deus nos coloca diante de um dos mistérios mais belos da criação de Deus. Há uma beleza incomparável na criação do homem e da mulher, mas a beleza se torna ainda maior quando Deus une essas suas realidades. O ser homem e o ser mulher se unem e formam uma só carne e, dessa união bela e abençoada brota a vida humana.
Estão buscando todas as formas e fórmulas possíveis para que a vida humana seja gerada por outro caminho, mas é um erro e uma ilusão, pois esse caminho é sagrado, é por onde brota a vida que vem do coração de Deus, Criador de todas as coisas. Ele concebe esse poder sagrado: a união do homem com a mulher.
É importante assumirmos o que a Palavra de Deus está nos dizendo hoje, porque não nos mostra essa união simplesmente como uma união carnal, de um homem que se deita com uma mulher e tem uma noite ou uma aventura. Não se trata de nada disso! Pelo contrário, é uma visão humana errada, equivocada e distorcida. A visão sagrada é outra, é a união de vida, coração, corpo, alma, é a união integral do homem com a mulher.
Não é uma união de ilusões, paixões e noitadas, por isso o valor sagrado do matrimônio precisa estar gravado no coração de cada um de nós, a começar pelos jovens que se preparam para assumir o valor sagrado do matrimônio.
Quando os dois se casam, ou os que já está casados, vão realmente mergulhar nessa dimensão profunda da união matrimonial. Não são dois corpos que se unem, não são duas pessoas que estão juntas para viver os impulsos carnais; pelo contrário, estão juntas para realizar o mistério sagrado da vida. Primeiro, essa via unitiva que traz a graça do homem e da mulher para se tornarem uma única realidade: a união conjugal, e dessa união linda e abençoada, fazer brotar a vida.
Quando tomarmos mais consciência do sagrado e permitirmos Deus entrar em nós para santificar-nos, renovar-nos, purificar e tirar de nós toda a visão mundana, a união conjugal do homem com a mulher se tornará também sagrada, abençoada e um mistério belo de ser vivido e contemplado.
Deus nos abençoe e dê cada vez mais a consciência do valor do sagrado.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Horário de missas na paróquia


Evangelho de hoje, sexta-feira, 25/05/2018


Evangelho do dia - Mc 10,1-12
— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Marcos.
Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 1Jesus foi para o território da Judéia, do outro lado do Jordão. As multidões se reuniram de novo, em torno de Jesus. E ele, como de costume, as ensinava. 2Alguns fariseus se aproximaram de Jesus. Para pô-lo à prova, perguntaram se era permitido ao homem divorciar-se de sua mulher.3Jesus perguntou: “O que Moisés vos ordenou?” 4Os fariseus responderam: “Moisés permitiu escrever uma certidão de divórcio e despedi-la”. 5Jesus então disse: “Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés vos escreveu este mandamento. 6No entanto, desde o começo da criação Deus os fez homem e mulher. 7Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. 8Assim, já não são dois, mas uma só carne. 9Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!”
10Em casa, os discípulos fizeram, novamente, perguntas sobre o mesmo assunto. 11Jesus respondeu: “Quem se divorciar de sua mulher e casar com outra, cometerá adultério contra a primeira. 12E se a mulher se divorciar de seu marido e casar com outro, cometerá adultério”. 
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

O Espírito Santo governa as nossas inclinações interiores

Quando não temos governo sobre nossas inclinações, tornamo-nos seres humanos desgovernados no comer
“Se tua mão te leva a pecar, corta-a! É melhor entrar na Vida sem uma das mãos, do que, tendo as duas, ir para o inferno, para o fogo que nunca se apaga” (Marcos 9,43-44).
A advertência de Jesus, no Evangelho de hoje, parece assustadora para o nosso coração. Como vamos nos mutilar? Cortar as mãos, os braços, os pés? Daqui a pouco, não sobrará nada de nós!
Na verdade, a sabedoria evangélica se resume numa só frase: é preciso cortar o pecado, para que ele não domine os membros do nosso corpo, para que o pecado não domine a nossa vontade e as nossas inclinações interiores.
O pecado é concebido a partir das nossas inclinações, por isso, se as nossas mãos nos conduzem para um caminho de pecado, precisamos ser firmes com ela. É como aquela antiga musiquinha: “Cuidado olhinho com o que vê, porque o Papai do Céu está olhando para você”. Não precisamos arrancar os nossos olhos; na verdade, direcioná-los e cortar aquilo que os conduz ao pecado. Precisamos fazer isso para que tenhamos postura e disciplina interior, senão, daqui a pouco, não teremos controle sobre a nossa vontade, nossa disposição e aquilo que fazemos.
Aquilo que não cortamos cresce, é como uma erva daninha que pode não significar nada, mas a erva daninha não cortada cresce e vira aquele mato que estraga toda a plantação. O mal que entra em nós precisa ser cortado. A grande violência que fazemos não é a de nos violentar, mas a de disciplinar nossas inclinações, é dizer a nós mesmos que podemos governar nossa vontade.
Quando não temos governo sobre nossas inclinações, tornamo-nos seres humanos desgovernados no comer, no beber, falar, agir, proceder e no pensar, porque não colocamos ordem nem disciplina no que fazemos.
A Palavra de Deus nos conduz à saúde no Espírito, e ter saúde espiritual é ter disciplina sobre nossas inclinações, sobre aquilo que realizamos e dizemos.
Que o Espírito Santo de Deus venha em socorro as nossas fraquezas e dificuldades, para que possamos ter disciplina e controle sobre as nossas atitudes e para que nossa vida seja bem governada.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Hoje na matriz Divino Espírito Santo


Evangelho de hoje, quinta-feira, 24/05/2018


Evangelho do dia - Mc 9,41-50
O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Marcos.
Glória a vós, Senhor
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 41Quem vos der a beber um copo de água, porque sois de Cristo, não ficará sem receber a sua recompensa. 42E se alguém escandalizar um desses pequeninos que creem, melhor seria que fosse jogado no mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço.
43Se tua mão te leva a pecar, corta-a! 44Émelhor entrar na Vida sem uma das mãos, do que, tendo as duas, ir para o inferno, para o fogo que nunca se apaga. 45Se teu pé te leva a pecar, corta-o! 46Émelhor entrar na Vida sem um dos pés, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno. 47Se teu olho te leva a pecar, arranca-o! É melhor entrar no Reino de Deus com um olho só, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno, 48‘onde o verme deles não morre, e o fogo não se apaga’”. 49Pois todos hão de ser salgados pelo fogo. 50Coisa boa é o sal. Mas se o sal se tornar insosso, com que lhe restituireis o tempero? Tende, pois, sal em vós mesmos e vivei em paz uns com os outros. 
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.