Sorteio

sábado, 19 de maio de 2018

Evangelho de hoje, domingo, 20/05/2018


Evangelho do dia - Jo 20,19-23
— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo João.
Glória a vós, Senhor.
19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco”. 20Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor.
21Novamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. 22E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. 23A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos”. — Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Evangelho de hoje, sábado, 19/05/2018


Evangelho do dia - Jo 7,37-39
— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo João.
Glória a vós, Senhor.
37No último dia da festa, o dia mais solene, Jesus, em pé, proclamou em alta voz: “Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. 38Aquele que crê em mim, conforme diz a Escritura, rios de água viva jorrarão do seu interior”. 39Jesus falava do Espírito, que deviam receber os que tivessem fé nele; pois ainda não tinha sido dado o Espírito, porque Jesus ainda não tinha sido glorificado. 
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Programação, tema e responsáveis para o dia de hoje


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Evangelho de hoje, sexta-feira, 18/05/2018


Evangelho do dia - Jo 21,15-19
— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo João.
Glória a vós, Senhor.
Jesus manifestou-se aos seus discípulos 15e, depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse: “Apascenta os meus cordeiros”.
16E disse de novo a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro disse: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas”. 17Pela terceira vez, perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas. 18Em verdade, em verdade te digo: quando eras jovem, tu te cingias e ias para onde querias. Quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir”.
19Jesus disse isso, significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus. E acrescentou: “Segue-me”. 
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Programação, tema e responsáveis para o dia de hoje


quinta-feira, 17 de maio de 2018

Tenhamos a vida transformada pelo nome de Jesus

Dói, no coração de Jesus, saber que os cristãos que creem no Seu nome não são capazes de se sentar ao redor da mesma mesa para adorá-Lo
“Pai santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra; para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste” (João 17,20-21).
A oração sacerdotal de Jesus entra numa dimensão muito urgente, pois Ele faz um grande clamor por aqueles que hão de crer e por todos aqueles que creem em Seu nome, por causa da Palavra que Ele anunciou.
Se pararmos para pensar quantos creem e levam a vida em nome de Jesus, veremos que não são somente nós católicos. Quantos irmãos cristãos de denominações diferentes tiveram a vida transformada, porque conheceram o nome de Jesus!
O que dói no coração de Jesus, que está à direita do Pai, é saber que os cristãos que creem no Seu nome, creem na Sua Palavra, não são capazes de se sentar ao redor da mesma mesa para adorá-Lo e anunciar o Seu nome. O que dói no coração de Jesus é o escândalo da divisão, porque deveríamos testemunhar a unidade da fé.
Deixamos que prevaleçam as diferenças, deixamos que cresça, no meio de nós, aquilo que, muitas vezes, não é o mais importante, porque o fundamental de quem segue Jesus é o mandamento do amor. Preferimos que os dogmas, as nossas convicções pessoais estejam acima do mandamento do amor de Jesus.
“Amai-vos uns aos outros” está acima de todo conhecimento dogmático, teológico, doutrinário etc. Não podemos negar a nossa divisão, seja ela no campo mais macro ou nas pequenas circunstâncias da vida. Muitas pessoas que frequentam o mesmo grupo de oração ou estão na mesma casa, na mesma família, não conseguem se reunir para orar em nome de Jesus.
Se o mundo não crê em Jesus, é porque anunciar o nome d’Ele dividido, falando mal do irmão, colocando uns contra os outros, criando partidarismos e cada um seguindo as suas próprias ideologias, pensamentos pessoais ou convicções, achando-se mais conhecedor de Jesus do que outros, leva-nos a ser escândalo para os outros.
Há pessoas que não conhecem Jesus e conseguem se unir, conseguem ter mais força para propagar o que creem, porque os que creem em Jesus não conseguem vencer os obstáculos da divisão, da separação, das convicções pessoais, para que o nome d’Ele triunfe e prevaleça acima daquilo que é o nosso pessoal.
Que a oração de Jesus penetre no nosso coração e conduza-nos à graça da unidade com toda a adversidade que possamos ter, para que o Reino de Cristo prevaleça.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook