Sorteio

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Homilia Dominical


Homilia do 2º domingo do Advento (04.12.16)
Pe. Luiz Carlos de Oliveira
Missionário Redentorista
“Ir ao encontro de Jesus” 
Produzi frutos
O Advento, tão caro e precioso, nos traz João Batista que apresenta Jesus ao mundo. Não se pode separar Jesus de João Batista que vem preparar seus caminhos. Essa preparação se dá com a conversão de vida. João não admite a falsa religião. Ensina que Jesus é Aquele que vem com o Espírito Santo e o fogo. Reconhece a missão de Jesus. Não podemos pensar sua missão como um recado. Ele tem uma vocação Divina. Tem personalidade espiritual e profética. Está associado “Àquele que vem”. João tem zelo pelo que é de Deus. Sabe defender a lei. Prega uma conversão que seja uma verdadeira mudança de mente. É o sentido original da palavra conversão. Não basta só a mudança. É preciso produzir frutos bons (Mt 3,10). Celebrar o Advento é entrar em clima de vigilância para participar dos mistérios de Cristo: “O próprio Senhor nos dá a alegria de entrarmos agora no mistério do seu Natal para que sua chegada nos encontre vigilantes na oração e celebrando seus louvores” (Prefácio). Para isso, pedimos que nenhuma atividade terrena nos impeça de correr ao encontro do vosso Filho, mas instruídos pela vossa sabedoria, participemos da plenitude de sua vida” (Oração). A celebração não é somente uma comemoração, mas um aprofundamento da vida. Para ir ao encontro de Jesus no fim dos tempos e no Natal é exigido de nós o empenho em assumir essas verdades como um modo de vida. A conversão é o primeiro momento da preparação para espera do Senhor que vem no fim dos tempos e no Natal.
Conversão universal
O Advento tem também como meta a conversão universal como segundo momento da preparação para a Vinda do Senhor. Isaias profetiza que a raiz de Jessé, isto é, o herdeiro do trono de Davi (Jessé é o pai de Isaí e avô de Davi), será cheio do Espírito do Senhor. Terá o Espírito de sabedoria e discernimento, conselho e fortaleza, ciência e temor de Deus. Ele exercerá a justiça para os pobres (Is 11,1ss). A seguir profetiza uma mudança no relacionamento entre espécies selvagens diferentes e mesmo com as crianças. Esse será o sinal de uma conversão profunda no mundo. Teremos um mundo de paz na busca de Cristo. Essa conversão se realiza a partir de nossas escolhas fundamentais que reforçamos com os sacramentos para bem julgar os valores terrenos: Pela participação na eucaristia, nos ensineis a julgar com sabedoria os valores terrenos e colocar nossa esperança nos bens eternos” (Pós-Comunhão). Não basta só esperar. É preciso mudar os valores e saber ver o Reino de Deus entre nós acontecendo também através das atitudes coerentes de conversão que atinge também as estruturas da sociais. Fugir do mundo é ceder espaço para o mal.
Acolhei-vos como Cristo
São Paulo nos oferece o terceiro momento muito concreto: “Deus vos dê a graça da harmonia e da concórdia uns com os outros. Por isso, acolhei-vos uns aos outros, como Cristo vos acolheu” (Rm 15,5). Toda mudança tem que começar no coração voltado para o outro. O acolhimento gera nos cristãos um só coração e uma só voz (6). A conversão conduzirá sempre mais para o próximo. Jesus não pregou uma vida espiritual desencarnada. Sempre encarnado, quis que sua Igreja fosse encarnada. Esse modo de viver não nos leva a perder o valor da atividade terrena. “e aprendamos a julgar com sabedoria os valores terrenos colocando nossas esperanças nos bens eternos” (Pós-comunhão). Uma espiritualidade intimista não vem nem de João Batista, nem de Jesus nem de São Paulo.
Leituras: Isaias 11,1-10;Sal o 71; Romanos 15,4-9; Mateus 3,1-12
Ficha nº 1602 
- A pregação de João é para a conversão em preparação para “Aquele que vem”. Conversão exige frutos. Que nada nos impeça de ir ao encontro do Senhor. É o primeiro modo de conversão;
- Isaías propõe uma conversão universal que envolva a própria natureza;
- Paulo ensina que a conversão se dá no coração e no acolhimento do outro. 
O homem fera          
Quando vemos uma pessoa forte e marcante com sua atividade, dizemos que “o homem é uma fera”. João Batista tinha esse tipo. Além do mais, era um homem provado pelo deserto. Vestia roupa feita de pelo de camelo e com um cinturão de couro. Seu alimento era gafanhoto e mel silvestre. Tinha tudo de um profeta. E não havia profetas já uns 400 anos. O povo entendeu que era o homem de Deus do momento.
João prega a conversão e ataca os falsos piedosos. E anuncia a chegada próxima de Jesus.
Temos três modos de conversão proposto pela Palavra de Deus nesse domingo:
“Produzi frutos que provem vossa conversão”. O risco de uma árvore que não produz fruto é ser cortada. João pede consistência e não grãos chochos. Isaías proclama um modo de conversão universal: simbolicamente fala da convivência pacífica na qual os animais ferozes convivem entre si e com os humanos. Será a restauração universal proveniente de Cristo, raiz de Jessé (significa da família de Davi).
São Paulo nos apresenta a terceira modalidade. E muito concreta: “Deus vos dê a graça da harmonia e concórdia uns com os outros. Por isso, acolhei-vos uns aos outros, como Cristo vos acolheu”.
Diante do anúncio de conversão e preparação para um mundo novo, sabemos que isso se realiza em primeiro lugar dentro de nosso coração: “Nenhuma atividade terrena nos impeça de correr ao encontro de vosso Filho, mas instruídos por vossa sabedoria, participemos da plenitude da vida” (Coleta)... “e aprendamos a julgar com sabedoria os valores terrenos colocando nossas esperanças nos bens eternos” (Pós-comunhão).
Fonte -  http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/liturgia-diaria/04/12/2016

Evangelho do dia - Domingo, 04/12/2016


Evangelho do dia - Mt 3,1-12
O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

1Naqueles dias, apareceu João Batista, pregando no deserto da Judeia:
2“Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”.
3João foi anunciado pelo profeta Isaías, que disse: “Esta é a voz daquele que grita no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas!”
4João usava uma roupa feita de pelos de camelo e um cinturão de couro em torno dos rins; comia gafanhotos e mel do campo.
5Os moradores de Jerusalém, de toda a Judeia e de todos os lugares em volta do rio Jordão vinham ao encontro de João. 6Confessavam seus pecados e João os batizava no rio Jordão. 7Quando viu muitos fariseus e saduceus vindo para o batismo, João disse-lhes: “Raça de cobras venenosas, quem vos ensinou a fugir da ira que vai chegar? 8Produzi frutos que provem a vossa conversão. 9Não penseis que basta dizer: ‘Abraão é nosso pai’, porque eu vos digo: até mesmo destas pedras Deus pode fazer nascer filhos de Abraão.
10O machado já está na raiz das árvores, e toda árvore que não der bom fruto será cortada e jogada no fogo.
11Eu vos batizo com água para a conversão, mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu. Eu nem sou digno de carregar suas sandálias. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.
12Ele está com a pá na mão; ele vai limpar sua eira e recolher seu trigo no celeiro; mas a palha ele a queimará no fogo que não se apaga”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

Evangelho do dia - Sábado, 03/12/2016


Evangelho do dia - Mt 9,35–10,1.6-8
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor. 
Naquele tempo, 35Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o evangelho do Reino, e curando todo tipo de doença e enfermidade.
36Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: 37“A Messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!”
10,1E, chamando os seus doze discípulos deu-lhes poder para expulsarem os espíritos maus e para curarem todo tipo de doença e enfermidade.
Enviou-os com as seguintes recomendações: 6“Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! 7Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. 8Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!”
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Horário de missas na paróquia


Trânsito da Jatiúca passará por alterações a partir de sábado, 03/12/2016

Clique na imagem para uma melhor visualização
A partir do próximo sábado (03), o trânsito nas proximidades do edifício The Square, bairro da Jatiúca, passará por modificações que visam melhorar o fluxo de veículos na região. Durante duas semanas equipes de agentes e educadores de trânsito orientarão a população acerca dos novos sentidos de direção dos veículos. A fiscalização para o cumprimento das mudanças começam a valer a partir do dia 17 de dezembro.
De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió, o principal problema identificado nas vias da região é o funcionamento das vias de mão dupla e o estacionamento nos dois lados, o que estreita as ruas e dificulta o tráfego no local. “Elas foram reorganizadas e terão sentido único para o fluxo de veículos. Desta forma foram implantados binários e um reordenamento dos locais para estacionamento”, explica o diretor de Planejamento da SMTT, Roberto Barreiros.
Com a mudança, passam a formar um sistema de binário (ruas paralelas em mão única sendo uma para cada sentido) as ruas Doutor Procópio Júnior e Vinícius de Moraes, as quais são transversais às ruas Doutor Fernando Aranha e Maria Esther da Costa Barros. Trechos das ruas Maria Breda, Ernesto Gomes Maranhão e Pio XII passarão a funcionar com sentido único, enquanto as demais vias permanecerão mão dupla de direção.
As placas já instaladas no local sinalizarão os novos sentidos das vias. “Na primeira semana de implantação, o nosso foco será instruir os condutores, moradores e comerciantes quem possuem estabelecimentos na região. Somente depois é que daremos início à fiscalização de forma efetiva. Durante este período de duas semanas teremos equipes da SMTT fazendo um trabalho de orientação”, detalha o diretor de Planejamento.
Confira o mapa:
Fonte - http://www.maceio.al.gov.br/smtt/noticias/transito-da-jatiuca-passara-por-alteracoes-a-partir-de-sabado-03/

A luz de Cristo ilumina nosso interior

Precisamos da luz de Deus, precisamos que nossa fé ilumine nosso interior e nos conduza aos braços do Senhor
“Dois cegos o seguiram, gritando: “Tem piedade de nós, filho de Davi!” (Mateus 9,27).
Os dois cegos vão na direção de Jesus, gritam pedindo que Ele tenha piedade, querem e precisam enxergar; estão clamando do fundo da alma: “Senhor, socorrei-nos! Senhor, estamos perdidos! Senhor, não conseguimos ver o que precisamos ver!”.
Sabe, meus irmãos, muitas vezes, em situações diversas da nossa vida, sentimo-nos assim também: cegos, perdidos, sem saber que direção tomar, que rumo seguir na vida; não sabemos, muitas vezes, que solução tomar. Por que isso acontece? Porque o nosso horizonte vai se fechando, tornando-se pequeno; e quando o horizonte não se amplia, tornando-se cada vez mais reduzido, passamos a enxergar cada vez menos. Quando não enxergamos nada, realmente nos perdemos.
A questão é que uma pessoa, quando está cega, vai de um lado para o outro, vai se atropelando, atropela os outros também e não consegue enxergar nada que precisa ser visto. Por isso, quando esses dois cegos pedem a Jesus que tenha piedade deles, estão clamando: “Senhor, que nós possamos enxergar a estrada, a direção, que possamos ter luz interior para saber onde devemos caminhar”.
Quando nos voltamos para Cristo Jesus, aprendemos que é Ele é a luz do mundo. Sim! A luz que vem iluminar nossos olhos e nosso coração, a luz que nos permite enxergar aquilo que não conseguimos. Quando estamos sem perspectivas ou sem horizontes na vida, as coisas se tornam muito obscuras para nós, tornamo-nos realmente pessoas frágeis (até porque nós somos frágeis), mas quando não enxergamos, tornamo-nos muito mais frágeis e debilitados, porque a luz não está a nossa frente.
Esses cegos estão pedindo que possam ter a luz para enxergar a direção. Precisamos da luz de Deus, precisamos que nossa fé ilumine nosso interior, conduza-nos aos braços do Senhor e Ele seja a luz que conduz e direciona nossa vida.
Por isso, queremos abrir o nosso coração, a nossa mente, queremos abrir todo o nosso ser para que a luz de Deus possa entrar, penetrar nosso interior, iluminar as fases e faces obscuras da nossa mente e do nosso coração, e nos permita enxergar novos horizontes.
Onde parece que a situação não tem mais jeito, onde não sabemos o que fazer e que direção tomar, permitamos que a luz de Deus entre e faça a diferença em nossa vida!
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

Evangelho de hoje, sexta-feira, 02/12/2016


Evangelho do dia - Mt 9,27-31
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor. 
Naquele tempo, 27partindo Jesus, dois cegos o seguiram, gritando: “Tem piedade de nós, filho de Davi!” 28Quando Jesus entrou em casa, os cegos se aproximaram dele. Então Jesus perguntou-lhes: “Vós acreditais que eu posso fazer isso?”
Eles responderam: “Sim, Senhor”. 29Então Jesus tocou nos olhos deles, dizendo: “Faça-se conforme a vossa fé”. 30E os olhos deles se abriram. Jesus os advertiu severamente: “Tomai cuidado para que ninguém fique sabendo”. 31Mas eles saíram, e espalharam sua fama por toda aquela região.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.