Sorteio

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

A verdadeira religião aceita correção e conversão

Quando Jesus saiu daí, os mestres da Lei e os fariseus começaram a tratá-lo mal, e a provocá-lo sobre muitos pontos. Armavam ciladas, para pegá-lo de surpresa, por qualquer palavra que saísse de sua boca” (Lucas 11,53-54).
Fariseus e mestres da lei eram pessoas muito religiosas, eram aqueles que praticavam a religião e a colocavam acima de tudo e de todos. As práticas, no entanto, não condiziam com aquilo que acreditavam.
Jesus estava corrigindo, advertindo, exortando, formando e, sobretudo, chamando à atenção deles sobre as práticas que faziam, as quais eram incoerentes com aquilo que falavam, pregavam e ensinavam aos outros. Até porque, eles colocavam fardos pesados para outros carregarem, exigiam demais dos outros, mas escondiam as injustiças que praticavam ou faziam vista grossa para os erros que outros cometiam, e assim por diante.
O Mestre queria provocá-los à conversão, para que se voltassem, de verdade, para o Deus do amor e da justiça, e não o Deus do legalismo.
Eles não acolheram a correção de Jesus, pelo contrário, fecharam-se e se armaram contra Jesus e começaram a tratá-Lo de forma muito grossa; começaram a rejeitá-Lo e armar ciladas para se opusessem a Ele.
Religião que não provoca conversão nem correção de Deus não nos leva a Ele 
Quando nos opomos a nos convertermos ou já nos achamos convertidos, não aceitamos correções, não aceitamos que precisamos melhorar nem rever nossas posturas e atos. Quanto mais religiosos formos, mais corrigidos por Deus precisamos ser.
Religião que não provoca conversão nem correção de Deus não nos leva a Ele. É a religião do culto próprio, é a religião feita para Deus ser instrumentalizado em favor de nós, do que gostamos, dos nossos interesses e até para nos aparecermos e lucrarmos em nome de Deus.
Foi isso que fizeram, tantas vezes, os mestres da lei e fariseus: propagavam-se em nome da religião. A religião tem de nos colocar no chão, tem de nos colocar, cada vez mais, de forma humilde, modesta, para que nos corrijamos e sejamos corrigidos por Deus, para que as nossas posturas, nossos atos e palavras sejam de acordo com o coração de Deus.
Não basta falar de Deus, é preciso, acima de tudo, deixar que Ele fale a nós, que nos corrija, oriente e nos ensine a viver a cada dia.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Evangelho de hoje, quinta-feira, 17/10/2019

Evangelho do dia - Lc 11,47-54
Naquele tempo, disse o Senhor: 47“Ai de vós, porque construís os túmulos dos profetas; no entanto, foram vossos pais que os mataram. 48Com isso, vós sois testemunhas e aprovais as obras de vossos pais, pois eles mataram os profetas e vós construís os túmulos.
49Épor isso que a sabedoria de Deus afirmou: Eu lhes enviarei profetas e apóstolos, e eles matarãoe perseguirãoalguns deles, 50a fim de que se peçam contas a esta geração do sangue de todos os profetas, derramado desde a criação do mundo, 51desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu vos digo: serão pedidas contas disso a esta geração. 52Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes, e ainda impedistes os que queriam entrar”.
53Quando Jesus saiu daí, os mestres da Lei e os fariseus começaram a tratá-lo mal, e a provocá-lo sobre muitos pontos. 54Armavam ciladas, para pegá-lo de surpresa, por qualquer palavra que saísse de sua boca.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Comentário
Santo Inácio de Antioquia, bispo e mártir, foi um homem extremamente eucarístico, e, por isso, deixou-nos um exemplo sublime de fé. Na sua viagem sem volta para Roma, onde seria martirizado, foi escrevendo cartas apostólicas às Comunidades, exortando a todos para se manterem firmes na fé. Pedia para que ninguém o impedisse, pois, preferia ser triturado pelas feras, para tornar-se como o trigo, pão puro do Senhor. A Eucaristia será sempre fonte de vida, de santidade e de salvação.

Oração
Deus eterno e todo-poderoso, que ornais a vossa Igreja com o testemunho dos mártires, fazei que a gloriosa paixão que hoje celebramos, dando a Santo Inácio de Antioquia a glória eterna, nos conceda contínua proteção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Fonte - https://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Nossas práticas devem ser norteadas pelo amor e pela justiça


Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus” (Lucas 11,42).
As práticas religiosas são muito importantes para uma pessoa religiosa. As práticas oracionais, pagar o dízimo, ajudar a nossa comunidade, fazer penitência, praticar o jejum e tantos outros elementos importantes que fazem parte da vida religiosa de um homem que busca a Deus.
Mas elas não são suficientes e, mais ainda, todas as práticas que não são norteadas pelo amor de Deus e pela justiça, são práticas inúteis e não chegam ao coração de Deus. Então, tudo aquilo que fizermos para Deus que seja por um profundo amor a Ele, e não para nos aparecer ou ser melhor que os outros, não para sermos bem vistos, não para nos acharmos as pessoas mais religiosas. É importante que os outros nem saibam o que estamos fazendo, não podemos chamar atenção para aquilo que realizamos para Deus.
Todas as práticas que não são norteadas pelo amor e pela justiça são inúteis e não chegam ao coração de Deus
Esta é a verdadeira religião, a religião que nos conduz ao amor a Deus, tudo por amor a Ele. E se fazemos por amor a Ele, saberemos sofrer até as incompreensões, porque não fazemos para sermos compreendidos e aceitos, fazemos porque Deus nos ama e queremos corresponder ao seu amor amando-O sobre todas as coisas.
Do outro lado, o amor a Deus não pode jamais deixar de lado a justiça. Sejamos justos, honestos e corretos. Pratiquemos a justiça nos pequenos e grandes atos. Façamos a justiça acontecer; justiça com quem sofre e com quem é injustiçado.
Não podemos fechar os nossos olhos quando vemos o outro sofrer, não podemos nos acomodar quando vemos o outro sofrer tantos incômodos na vida. Ser justo é ter o coração de Deus que tem empatia e compaixão, que sabe o que o outro passa e coloca-se no lugar do próximo. 
Sejamos bons religiosos, vivendo a verdadeira religião, tendo nossas práticas religiosas, mas, acima de tudo, vivendo todas elas com muito amor a Deus e sendo justos em tudo o que realizarmos.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Evangelho de hoje, quarta-feira, 16/10/2019

Evangelho do dia - Lc 11,42-46
Naquele tempo, disse o Senhor: 42“Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus. Vós deveríeis praticar isso, sem deixar de lado aquilo. 43Ai de vós, fariseus, porque gostais do lugar de honra nas sinagogas, e de serdes cumprimentados nas praças públicas. 44Ai de vós, porque sois como túmulos que não se veem, sobre os quais os homens andam sem saber”.
45Um mestre da Lei tomou a palavra e disse: “Mestre, falando assim, insultas-nos também a nós!” 46Jesus respondeu: “Ai de vós também, mestres da Lei, porque colocais sobre os homens cargas insuportáveis, e vós mesmos não tocais nessas cargas, nem com um só dedo”. — Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.
Comentário
Quando Jesus afirma: “Ai de vós, fariseus, sois como túmulos que não se veem, sobre os quais os homens andam sem saber”, mostra-nos uma imagem muito forte. Significa o mundo da morte escondido entre os vivos. Falta transparência. Faltam amor e misericórdia. Impõem-se sobre os outros pesados fardos. Por isso, Jesus, misericórdia infinita, convida-nos para nos aproximarmos dele, cujo fardo é leve e suave. A injustiça e o peso sobre os outros serão sempre intoleráveis pelo Evangelho de Cristo.
Oração
ÓDeus, sempre nos preceda e acompanhe a vossa graça para que estejamos sempre atentos ao bem que devemos fazer. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 
São Geraldo Majella – Facultativa
Comentário
São Geraldo foi um religioso redentorista que viveu os inícios da Congregação do Santíssimo Redentor, junto com Santo Afonso, fundador dos Redentoristas. Foi um místico humilde e piedoso que fugiu de casa para tornar-se santo. Era muito simples e buscava sem cessar fazer a vontade de Deus em sua vida. Consagrou-se na Congregação Redentorista, como Irmão Leigo, até seus vinte e nove anos de idade, quando entregou sua vida ao Senhor. Era o ano de 1726.

Oração
Ó Deus, que atraístes São Geraldo desde sua infância, tornando-o conforme à imagem de vosso Filho crucificado, fazei que também nós, seguindo o exemplo de sua vida, sejamos transformados nessa mesma imagem. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Fonte - https://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Evangelho de hoje, terça-feira, 15/10/2019

Evangelho do dia - Lc 11,37-41
Naquele tempo, 37enquanto Jesus falava, um fariseu convidou-o para jantar com ele. Jesus entrou e pôs-se à mesa.38O fariseu ficou admirado ao ver que Jesus não tivesse lavado as mãos antes da refeição. 39O Senhor disse ao fariseu: “Vós fariseus, limpais o copo e o prato por fora, mas o vosso interior está cheio de roubos e maldades. 40Insensatos! Aquele que fez o exterior não fez também o interior? 41Antes, dai esmola do que vós possuís e tudo ficará puro para vós”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.
Comentário
Santa Teresa de Jesus, mulher cheia de dons extraordinários, nasceu em Ávila, Espanha, no ano de 1515, e morreu em 1582. Entrou para o Carmelo aos vinte anos de idade, e atingiu a mais alta contemplação dos mistérios divinos. Também empreendeu grande reforma da Ordem do Carmelo, contribuindo para sua renovação dentro do espírito do Concílio de Trento. Para isso, contou também com o auxílio de São João da Cruz. Deixou-nos importantes escritos de espiritualidade e de mística cristã.
Hoje é o Dia do Professor: a eles nossa gratidão e nossa prece, e que sejam reconhecidos em seus trabalhos.
Oração
Ó Deus, que pelo vosso Espírito fizestes surgir Santa Teresa para recordar à Igreja o caminho da perfeição, dai-nos encontrar sempre alimento em sua doutrina celeste e sentir em nós o desejo da verdadeira santidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Fonte - https://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

A nossa conversão é o grande sinal da presença de Deus

“No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas” (Lc 11,32).
É Jesus quem está dizendo a nós que precisamos, de verdade, nos converter. Não podemos ser aquelas pessoas que buscam apenas sinais na religião, porque, o grande sinal da presença de Deus no meio de nós é a nossa conversão. 
Há aqueles que buscam na religião: os milagres, as curas, as bênçãos e, tudo isso, é mais do que necessário, mas o grande milagre, a grande cura, a grande bênção é a nossa conversão. 
A conversão é, acima de tudo, ouvir a Jesus e deixar mudar a minha mentalidade, a minha cabeça e o meu comportamento
Como precisamos nos converter a cada dia! Porque, se nós ouvimos Jesus nos falar e não damos atenção a Ele, então, nós não nos convertemos, nós não mudamos de vida, a nossa vida continua sempre a mesma coisa e nós não estamos nos santificando. A missão da Palavra de Deus em nossa vida é a de nos santificar a cada dia.
Muitos ouviram Jesus falar e não se converteram. Eles, na verdade, buscavam sinais do Reino dos Céus, e Jesus mesmo diz: “Não será dado outro sinal, a não ser o sinal de Jonas”. 
E qual foi o sinal de Jonas senão ele pregando, anunciando; e, o povo, se convertendo e fazendo penitência do seu pecado? Então, aqui, tem dois elementos importantes para nós. O primeiro é fazer penitência, ou seja, nos penitenciarmos pelo mal que fizermos; nos reconciliarmos com Deus de modo que deixemos de fazer aquilo que não convém a um filho de Deus.   
O segundo é a conversão. Ela é um processo interior que passa, inclusive, pela nossa mente, e nos leva a aceitar, a nos abrir e a absorver a graça de Deus que nos é dada, pois, com mente fechada ninguém se converte, porque, conversão é uma metanoia, é uma mudança de cabeça, de mentalidade:“Eu penso assim, mas preciso saber como é que Deus pensa”. “Eu até agora acreditei assim, mas preciso saber como é que Deus me ensina”.
Por isso, a conversão é, acima de tudo, ouvir a Jesus e deixar mudar a minha mentalidade, a minha cabeça e o meu comportamento. Porque eu ouvi a pregação d’Ele e ela“pregou” em mim, apregoou na minha vida uma nova forma de pensar: “não posso me conformar com este mundo, mas eu preciso ter a mente e a mentalidade de Jesus”.          
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Evangelho de hoje, segunda-feira, 14/10/2019

Evangelho do dia - Lc 11,29-32
Naquele tempo, 29quando as multidões se reuniram em grande quantidade, Jesus começou a dizer: “Esta geração é uma geração má. Ela busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas.
30Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração. 31No dia do julgamento, a rainha do Sul se levantará juntamente com os homens desta geração e os condenará. Porque ela veio de uma terra distante para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão.
32No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.
Comentário
Não crer na pessoa de Jesus é tornar-se a “geração má”, da qual nos fala o Evangelho. O povo insiste em sinais, e Jesus lembra que Jonas não fez nenhum milagre em Nínive, cidade pagã, bastando apenas sua pregação para que se convertesse. Nada poderá ser transformado em nós, se não acolhermos a verdade de Cristo, seu Evangelho. O primeiro sinal de Deus em nossa vida é o amor que Ele nos dá e que nos faz viver.
Oração
ÓDeus, sempre nos preceda e acompanhe a vossa graçapara que estejamos sempre atentos ao bem que devemos fazer. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Fonte - https://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco