Sorteio

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Pascom no 5º Mutirão de Comunicação do Regional NE2 - Muticom


Com o apoio de nossa comunidade, a Pascom da Paróquia Divino Espírito Santo esteve presente no 5º Mutirão de Comunicação do Regional NE2 - Muticom.  O evento ocorreu na cidade de Campina Grande (PB) nos dias 29, 30 e 31 de agosto e teve o tema “Comunicação humana e ambiente digital: desafios nas novas relações”
Nossa Pascom foi representada pelo nosso irmão em Cristo Anthony Teixeira.
Agradecemos a todos que mais uma vez nos ajudaram para que a nossa Pascom participasse de mais este evento, que com certeza nos ajudará a desempenhar cada vez melhor nossas atividades.
Pascom - PDES

Noite de Adoração ela recuparação de Monsenhor Pedro


Prezados irmãos e irmãs,
Convidamos a todos para hoje à noite se fazerem presentes em nossa paróquia para junto com a Renovação Carismática Católica participarmos do Momento de Adoração pela recuperação de Monsenhor Pedro Teixeira.
Venha participar junto conosco deste momento de oração.
Contamos com a presença de todos.
Pascom - PDES

Continuemos rezando por Monsenhor Pedro Teixeira

Informamos que o nosso queridíssimo Monsenhor Pedro Teixeira continua internado, em recuperação do acidente sofrido, mas com previsão de alta para breve.
Continuemos em oração, pedindo à Virgem Santíssima e à Santa Teresinha, que intercedam a Deus em sua causa e, o mais breve possível traga a sua plena recuperação.
Senhor, nós confiamos em Vós!!!

Pascom - PDES

Hoje na paróquia


 

Evangelho de hoje: Lc 4,16-30

Segunda-feira da 22ª Semana do Tempo Comum
Veio Jesus à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura. Deram-lhe o livro do profeta Isaías.

Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos e para proclamar um ano da graça do Senhor”. Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante, e sentou-se.

Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”. Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca. E diziam: “Não é este o filho de José?” Jesus, porém, disse: “Sem dúvida, vós me repetireis o provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo.

Faze também aqui, em tua terra, tudo o que ouvimos dizer que fizeste em Cafarnaum”. E acrescentou: “Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva que vivia em Sarepta, na Sidônia.

E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”. Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até ao alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.
-Palavra da Salvação.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

OBRIGADO!


Papa celebrará casamentos no Vaticano

O papa Francisco celebrará pela primeira vez vários casamentos no Vaticano, pouco antes da abertura em outubro de um sínodo de bispos sobre a família e o casamento católico, informou nesta sexta-feira a agência especializada no Vaticano I.Media.
Jorge Bergoglio, que também é bispo da capital italiana, oficiará o matrimônio de vinte casais da diocese de Roma na Basílica de São Pedro.
Até agora apenas João Paulo II havia celebrado vários casamentos em público, por ocasião do primeiro encontro mundial de famílias, organizado no Vaticano em outubro de 1994.
O papa Francisco se referiu em várias ocasiões à família e ao casamento, mas mostra-se mais realista que seus antecessores sobre as dificuldades que elas podem enfrentar, citando mulheres abandonadas, o fracasso dos casamentos, concluídos sem um compromisso inicial refletido, por convenção social.
Uma das grandes questões do próximo sínodo (Assembleia), que começará em outubro, é a situação dos divorciados que se casam pela segunda vez, tema que divide a Igreja.
Atualmente, ao ter quebrado o sacramento do casamento, único e indissolúvel, os divorciados cometem uma infração à lei da Igreja e não podem comungar. O Papa se situa mais próximo ao campo dos que pedem que as normas sejam relaxadas.
Francisco fala frequentemente dos problemas dos casais, ressaltando o perdão. Também criticou os casais cristãos que não querem filhos em nome da cultura do bem-estar, e preferem doar seu amor a "dois gatos" ou "irem descobrir o mundo" de férias.

Fonte: http://noticias.br.msn.com/