Sorteio

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Horário de missas na matriz


Evangelho de hoje, sexta-feira, 22/06/2018


Evangelho do dia - Mt 6,19-23
-   O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 19“Não junteis tesouros aqui na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e os ladrões assaltam e roubam. 20Ao contrário, juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem, nem os ladrões assaltam e roubam. 21Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
22O olho é a lâmpada do corpo. Se o teu olho é sadio, todo o teu corpo ficará iluminado. 23Se o teu olho está doente, todo o corpo ficará na escuridão. Ora, se a luz que existe em ti é escuridão, como será grande a escuridão. 
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Hoje na matriz Divino Espírito Santo


Evangelho de hoje, quinta-feira, 21/06/2018


Evangelho do dia - Mt 6,7-15
— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras. 8Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais. 9Vós deveis rezar assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus.
11O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. 12Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. 13E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. 14De fato, se vós perdoardes aos homens as faltas que eles cometeram, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. 15Mas, se vós não perdoardes aos homens, vosso Pai também não perdoará as faltas que vós cometestes”.
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Precisamos propagar Jesus Cristo entre nós

Tudo aquilo que propagamos, não é para propagar a nós, mas é para propagar Cristo Jesus
“Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens” (Mateus 6,5).
Vivemos na era midiática, na era da propaganda, da publicidade, onde tudo que é feito tem que ser propagado, divulgado e anunciado. Isso não é somente coisas de grandes empresas ou de quem tem empreendimentos comerciais. Hoje, temos de colocar tudo nas redes sociais, todo mundo tem que saber o que fazemos.

Que perigo, sobretudo para a nossa fé! Pois uma coisa é testemunharmos, darmos bons exemplos cada vez mais necessários e importantes no mundo em que vivemos, inclusive estimular isso nos outros corações. No entanto, ficar o tempo inteiro fazendo propaganda de si não tem nada de evangélico, nada de cristão; não é testemunho, mas contratestemunho.

Tudo aquilo que propagamos não é para nos promover, mas sim para propagarmos Cristo Jesus. Vivemos em um mundo onde todos querem curtidas e seguidores, mas nós só curtimos e amamos Jesus, só seguimos o Cristo.

É uma ilusão esse mundo em que vivemos, pois queremos ser aplaudidos por aquilo que realizamos. Queremos ser mais amados e queridos. Se vamos orar, a nossa oração não é para chamar à atenção ninguém; a oração é a expressão da nossa comunhão com Deus. Não é chamar atenção: “Olha o quanto eu rezo! Olha as minhas orações aqui!”. Se vamos fazer a caridade para com o outro, a nossa caridade não é para fazermos propaganda.

Obras governamentais, quando inauguram uma creche ou outra coisa, que é mais do que a obrigação deles, têm de colocar lá uma placa. Não podemos colocar placas nas caridades que são nossas obrigações, senão, não há efeito cristão nenhum. Tudo o que fizermos é para o Pai, mas há aqueles que fazem sacrifícios, jejuns ou qualquer outra forma de sacrifício, e pensamos: “Eu tenho que divulgar que hoje estou de jejum”.

Há discrição em fazer as boas obras em segredo; e em segredo quer dizer em comunhão com o Pai, na intimidade com Ele. É para o Senhor o melhor de tudo que fazemos. Não podemos, todas as vezes que formos à capela, tirar uma foto nossa para que todos vejam que estamos na capela. Eu não posso realizar uma Missa, participar de alguma coisa religiosa em em tudo, propagar o que estou fazendo.

Cuidemos, porque, muitas vezes, o que realizamos é mais para propagar ao mundo e criar culto para nós do que levar para o verdadeiro culto a Deus.

Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Hoje teremos o Terço dos Homens


Hoje na matriz Divino Espírito Santo