Sorteio

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Missa Virgem dos Pobres - 05.07.2015

https://onedrive.live.com/redir?resid=4B81C3B848F72456!66406&authkey=!AAVZzXHW4kQOlMY&ithint=folder%2cJPG
Clique na Imagem para ver mais Fotos!
FOTOS: W. Guedes

Temer

A Bíblia está cheia de avisos, conselhos e mandamentos para que temamos o Senhor. Por outro lado, São João, mais de uma vez, diz-nos que Deus é amor e que devemos amar a Deus, e acrescenta que o amor afugenta o temor. O próprio Jesus nos diz que o maior e primeiro mandamento é amar a Deus sobre todas as coisas. A Bíblia está se contradizendo? Devemos temer ou amar?
A resposta é que, biblicamente devemos temer e amar. E a explicação é muito simples. O temer bíblico significa respeitar, adorar, seguir os ensinamentos e os mandamentos divinos e ter a Deus como nosso Senhor, nosso Soberano, nossos supremo Chefe e Rei. E tudo isso deve ser feito com amor e por amor. Na verdade é o amor que dá vida e sentido ao temer a Deus.
Temê-lo por medo, por tremor não faz parte dos ensinamentos evangélicos. O temer de Jesus significa, em última análise, amar a Deus e, por amor, respeitá-lo e obedecer-lhe. Não se trata, pois, de medo, de pavor, de tremor, pois quem ama de verdade não sente nada disso.
Sana Teresinha é doutora nessa arte. Para ela, amar é agradar a Deus, é não desrespeitar suas palavras, é tê-lo como como seu tudo. Seu amor leva-a à adoração, ao não querer ofender a Deus de modo nenhum. Ela não tem medo da morte, do purgatório e da condenação. Seu amor lhe dá liberdade para tratar a Deus como filha querida, leva-a a uma confiança total, a um abandono completo no seio da Trindade e jamais quis ou permitiu ofender essa Trindade, razão suprema da sua vida.
E seu amor, assim, é simples, é puro, não tem resquícios de pânico.
Nesse sentido, ela podia dizer: “O Senhor é tão bom comigo, que me é impossível temê-lo.” Ou ainda: “Como estou longe de ser conduzida pela via dos temores, sei sempre encontrar o meio de ser feliz e aproveitar de minhas misérias”.
Aprendamos com santa Teresinha a amar profundamente a Deus e, assim, cumpriremos o mandamento bíblico de temer o Senhor.
Mons. Pedro Teixeira Cavalcante é Doutor em Teologia
Fonte - gazetaweb.com  

Arquidiocese organiza formação Litúrgica para MECE's

 Atendendo ao pedido, do Vigário-Geral a Comissão Arquidiocesana de Litúrgia provomerá em Julho uma formação para Ministros Extraordinário da Comunhão de todas as Paróquias da Arquidiocese

O Vigário-Geral da Arquidiocese de Maceió, Mons. José Augusto, convida todos os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística para um encontro de formação litúrgica, em nível de arquidiocese.
O evento acontecerá no dia 26 de julho deste ano, a partir das 08 horas da manhã, no auditório do Colégio Santíssimo Sacramento, localizado no Farol. O evento é gratuito e não é necessário realizar inscrição.
Cada Paróquia deverá enviar Ministros da Comunhão ou representante.
Maiores informações: (82) 99613-4917
Fonte - http://www.arquidiocesedemaceio.org.br

 

Convite


Hoje tem Reunião do Conselho Paroquial

Prezados(as),
Informamos que hoje teremos Reunião do Conselho Paroquial no auditório da paróquia, às 19:30 horas.
Lembramos que a reunião acontece geralmente na primeira segunda-feira do mês e é aberta a toda a comunidade.
Participe!!!
Pascom - PDES

Hoje na paróquia


Evangelho de hoje, segunda-feira, 06/07/2015


Evangelho do dia - Mt 9,18-26
— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
Glória a vós, Senhor. 
18Enquanto Jesus estava falando, um chefe aproximou-se, inclinou-se profundamente diante dele, e disse: “Minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe tua mão sobre ela e ela viverá”.
19Jesus levantou-se e o seguiu, junto com os seus discípulos. 20Nisto, uma mulher que sofria de hemorragia há doze anos veio por trás dele e tocou a barra do seu manto. 21Ela pensava consigo: “Se eu conseguir ao menos tocar no manto dele, ficarei curada”. 22Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse: “Coragem, filha! A tua fé te salvou”. E a mulher ficou curada a partir daquele instante.
23Chegando à casa do chefe, Jesus viu os tocadores de flauta e a multidão alvoroçada, 24e disse: “Retirai-vos, porque a menina não morreu, mas está dormindo”. E começaram a caçoar dele. 25Quando a multidão foi afastada, Jesus entrou, tomou a menina pela mão, e ela se levantou. 26Essa notícia espalhou-se por toda aquela região.
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.