Confirmação de Presença

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

A verdadeira religião nos converte todos os dias


Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus” (Mateus 7,21).
Graças a Deus, a nossa fé nos leva a invocarmos o Senhor, a clamarmos e orarmos pelo nome d’Ele. Graças a Deus, a fé faz de nós pessoas orantes; e se não faz ou não fez ainda, precisamos deixar que a fé nos acorde para sermos pessoas de oração, pessoas que clamem pelo nome do Senhor.
É preciso dizer que, muitas vezes, a nossa religião faz muito barulho e pouca ação, porque é infrutífera. Mais do que isso, é estéril a oração que não produz ação; é estéril a oração que levanta os braços para o Céu, que clama a Deus, fala coisas bonitas e até chora na presença do Senhor, mas não produz transformação. Não basta clamarmos pelo nome de Jesus, não basta sairmos falando d’Ele nas redes sociais nem nas praças públicas. Precisamos fazer a vontade do Pai, mas, nem sempre, a vontade d’Ele é a nossa vontade.
Somos cheios de vontades! Muitas vezes, manipulamos Deus para que Ele faça a nossa vontade. É isso que o orgulho produz em nós, é isso que o egoísmo e o individualismo fazem na espiritualidade vazia, inócua, quando usamos da religião em proveito próprio e manipulamos a religião para os nossos interesses.
Religião é submissão e oblação. A religião de Jesus não é aquela que fala, mas é aquela que dobra o coração. A religião de Jesus não é aquela que fala de amor, mas produz amor; a religião de Jesus não é aquela que fala de perdão, mas ela vive o perdão buscado com toda a intensidade da alma e do coração.
A religião é aquela que nos converte todos os dias, é aquela que provoca a reconciliação dos homens
Há muitas pessoas falando de Deus aqui e acolá, em todo lugar, mas precisamos nos rever nesse tempo de graça que tem pouca gente vivendo, de fato, Deus. Olhemos como estão os nossos ambientes familiares, nossas comunidades, a nossa igreja, a nossa vivência de uns para com os outros.
Nós nos elevamos muito e nos rebaixamos pouco. Falamos muito e ouvimos pouco, mandamos muito e obedecemos pouco, sobretudo, a Deus. A religião é aquela que nos converte todos os dias, é aquela que provoca a reconciliação dos homens entre si, e não aquela que provoca discórdias, divisões, guerras e conflitos.
O mundo está escandalizado de ver como as pessoas brigam por causa de religião e como a religião as leva até a brigarem por causa de Jesus, quando, na verdade, a religião deve nos converter a Ele nos levar a amá-Lo e respeitá-Lo na pessoa do próximo, do irmão e daqueles que estão ao nosso redor.
Que possamos viver a religião da ação, e não simplesmente da falação.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário