Sorteio

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Cuidemos de nossa saúde emocional e espiritual


“A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta, e pediram a Jesus em favor dela. Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou” (Lucas 4,38-39).
Quero chamar à atenção, primeiro, sobre terem ido chamar Jesus para que Ele cuidasse da sogra de Simão.
Precisamos chamar Jesus, precisamos clamar por aqueles que estão doentes, enfermos, sofrendo, estão depressivos e vivendo opressões na vida. Precisamos levar essas situações para a presença de Jesus, mas precisamos trazê-Lo para essas pessoas e para as nossas próprias doenças, enfermidades e situações que passamos na vida.
Precisamos cuidar da nossa saúde, primeiramente, no sentido espiritual e emocional. Precisamos tomar os remédios, ouvir os nossos médicos, mas não podemos nos descuidar, de forma nenhuma, de nossa saúde espiritual e emocional.
Nos dias de hoje, se uma pessoa está com febre, simplesmente damos um remédio para ela. Não tenho nada contra, porque também vou em farmácias, mas o problema é que estamos transformando a nossa casa em verdadeiras farmácias ambulantes.
Chegamos em casa e percebemos que há armários tomados por remédios. Tudo é resolvido à base do comprimido, para qualquer dor há um comprimido. São drogas lícitas, mas são drogas.
Cuidando da raiz podemos deixar que Deus aja para valer na saúde de cada um de nós
O remédio, a pílula, devem ser a última coisa quando se trata de uma enfermidade tão comum. Se temos uma dor de cabeça, precisamos procurar a causa da dor, não podemos simplesmente nos encher de comprimido para a dor ir embora. Se temos constantes indisposições estomacais, precisamos saber por que temos essas indisposições, por que nos viciamos nos remédios e vamos resolver tudo com as pílulas da farmácia.
Se temos insônia, temos de procurar a causa. Não podemos negar que, muitas vezes, as causas de nossas doenças e enfermidades, das febres que temos é de origem psicossomáticas, de origem emocional, espiritual. Se não tratarmos da emoção, se não tratarmos do espírito, é óbvio que o corpo e o físico vão padecer, e, realmente, só vai ser o remédio para dar jeito.
É preciso chamar Jesus: “O que está acontecendo com as minhas emoções? O que está acontecendo com os meus sentimentos? Jesus, debruça-se sobre aquilo que me deixa para baixo, que me dá febre, dor, que causa enfermidade em mim”.
Jesus desceu, inclinou-se, ameaçou a febre, pois aquela indisposição, aquela dor corporal e emocional que a sogra de Pedro sentia não a deixava servir nem cuidar dos seus. Quando Jesus ameaçou a febre, ela foi embora. Trouxeram para Ele, então, tantos outros doentes e enfermos, e Jesus orava por eles.
Oremos, clamemos para Jesus nos dar luz sobre nossas doenças, enfermidades e patologias. Busquemos a raiz daquilo que nos deixa tão enfermos, porque cuidando da raiz podemos deixar que Deus aja para valer na saúde de cada um de nós.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário