Sorteio

quinta-feira, 30 de maio de 2019

O Espírito transforma nossas tristezas em vida nova

Em verdade, em verdade vos digo: Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria” (João 16,20).
Sabemos que há a falsa e a verdadeira alegria. A falsa alegria é aquela que vem, de fato, de coisas falsas e enganosas. Há aqueles que vivem uma alegria movida pelas drogas, pelo álcool; há aqueles que se alegram com o mal, com a injustiça, há pessoas celebrando quando o mal acontece na vida do outro. Há aqueles que se alegram com coisas ilícitas, maldosas, e essa é a falsa alegria, é a alegria doentia, que entorpece a alma e o coração humano.
Às vezes, experimentamos certas tristezas na vida, mas é melhor experimentarmos a verdadeira tristeza que vem da verdade do que a falsa alegria do mundo, porque a falsa alegria é do inferno, é a alegria do maligno, é a alegria que vem para iludir, enganar e nos entorpecer nesta vida.
Aprenda uma coisa: toda tristeza que experimentamos em Deus é momentânea e passageira. Não podemos ficar presos a nenhuma tristeza, mas temos o direito de ficarmos tristes, porque as situações nos entristecem.
Entristecemo-nos com as injustiças do mundo, entristecemo-nos quando pessoas queridas ficam doentes, enfermas ou estão sofrendo. A tristeza dá uma dor na alma quando vemos um dos nossos, por mais convicção que tenhamos na eternidade, mas quando perdemos alguém desta vida para Deus, o nosso coração se entristece. Até Jesus se entristeceu com a morte do seu amigo Lázaro!
Entristecemo-nos quando fazemos tudo certo, mas alguém nos passa a perna. É injusto conosco! Há momento de tristeza na vida, porém, de uma verdade precisamos nos convencer sempre: a tristeza pode até bater à nossa porta, ela só não tem o direito de morar conosco, de permanecer para sempre na nossa vida.
Entreguemos ao Espírito tristezas que estão acumuladas na penumbra da nossa alma e do nosso coração
Aquele que alegrou para sempre o nosso coração mora conosco, é o Senhor da nossa vida. Uma alma só se entrega à tristeza profunda quando não deixa Jesus habitar plenamente nela. A Palavra mesmo diz: “A vossa tristeza se transformará em alegria”, isso é o poder de Deus, é ação do Espírito, não é dizer que não ficaremos tristes.
Passamos por momentos de tristezas e, muitas vezes, tristezas pesadas e dolorosas, mas o poder e a graça de Deus, Aquele que transforma morte em ressurreição, Aquele que enxuga o nosso pranto, transforma a nossa alegria em alegria plena, transforma o nosso luto em vida nova.
Entreguemos a Deus a nossa tristeza, entreguemos ao Espírito tristezas que estão acumuladas na penumbra da nossa alma e do nosso coração, que não permitimos Deus curar.
Não permita viver nenhuma tristeza por um longo tempo na sua vida, mas permita que a força do Espírito transforme qualquer tristeza em vida nova.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário