Sorteio

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Todos têm o direito de conhecer o Evangelho de Cristo

Ninguém pode nos proibir de pregar o Evangelho, ninguém pode nos proibir de vivê-lo
“É preciso obedecer a Deus, antes que aos homens” (At 5,29).
Amados irmãos e irmãs, os sacerdotes e sumos sacerdotes estão indignados, porque haviam proibido expressamente os apóstolos de pregarem em nome de Jesus, de anunciarem o Seu nome. Mas parece que, quanto mais os proibiam, mais ensinavam, mais falavam e anunciavam.
O sumo sacerdote está dizendo justamente isso: “Vocês encheram a cidade com esse ensinamento, com esse modo de viver; ensinando e pregando em nome de Jesus”. Então, Pedro e todos os apóstolos ouviram em silêncio, mas levantaram a voz e disseram apenas: “Precisamos obedecer a Deus antes que aos homens”.
Aqui, duas coisas são importantes serem ditas. A primeira que não é uma rebeldia nem revolta. Cristão não é aquele que desobedece as leis civis ou se rebela contra o Estado. O cristão é aquele que não permite, de forma nenhuma, que qualquer lei civil que contraria a nossa vida e o Evangelho seja vivido e praticado por nós.
Ninguém pode nos proibir de pregar o Evangelho, ninguém pode nos proibir de vivê-lo. Se há lugares que não se pode falar, países que não permitem, tudo bem! Mas pregaremos do nosso jeito, da nossa maneira e criaremos, pela inteligência e sabedoria divina, meios de pregar o Evangelho, respeitando a individualidade e a liberdade de escolha de cada um. Entretanto, a liberdade leva a pessoa a ter a condição de saber se pode escolher isso ou não.
Todos têm o direito de conhecer Jesus, de saber quem Ele é, ouvir o que Ele tem como proposta de vida e salvação. Acolher ou não a verdade de Jesus é um direito da pessoa, cada um é livre para acolher o Evangelho ou não! Porém, ninguém pode tirar o nosso direito de crer em Jesus, de ouvir a Sua mensagem e O aceitar como nosso Senhor e Salvador. A segunda coisa é que nenhum de nós pode obedecer leis que favoreçam práticas que não são de acordo com nossa fé, de acordo com aquilo que cremos e acreditamos.
Sabemos que há, em muitos países [no nosso país não é diferente], leis que não favorecem a vida, a prática de vida cristã, e não somos obrigados a oferecer tais leis. Não somos rebeldes civis, mas não podemos fazer aquilo que contraria o que cremos e acreditamos.
Precisamos anunciar e proclamar Jesus. Podemos e devemos dizer ao mundo aquilo que Ele fez e faz em nossa vida. Devemos levar aos outros o modo de vida que cremos e acreditamos!
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário