Confirmação de Presença

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Deixemo-nos conduzir pela unção de Cristo

Assim, são três que dão testemunho: o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes” (1Jo 5,7).
É importante olharmos aquilo que a Palavra de Deus está nos dizendo porque fomos ungidos em Cristo. Jesus Cristo nos deu a Sua unção porque Ele é o ungido do Pai, e são três que testemunham a unção de Deus em nós.
O primeiro é óbvio: o próprio Espírito Santo, o Espírito que foi derramado em nossa alma, em nosso coração, que nos foi dado quando fomos batizados. O selo do Espírito está em nosso peito, está na nossa alma, em nosso coração e em nossa mente.O Espírito de Deus está em nós, precisamos dar a vida a esse Espírito que está em nós e não podemos aniquilar a ação d’Ele em nós. O Espírito nos leva a testemunhar, a proclamar e amar.
Se não estamos proclamando e anunciando a Jesus, se não estamos amando uns aos outros é porque não estamos deixando nos conduzir pela unção que recebemos do Espírito. A forma desse Espírito nos ungir é pela água e pelo sangue, a água que nos lavou no Espírito. Não foi simplesmente um ritual simbólico, aquela água nos lavou e nos purificou para sermos todos de Deus.

Cristo nos deu a Sua unção porque Ele é ungido do Pai, e são três que testemunham a unção de Deus em nós

Precisamos sempre voltar às águas batismais simbolizadas, na pia batismal de nossa Igreja, mas também sacramentalizada no sacramento da confissão e em todos os momentos em que participamos de purificação e regeneração da alma.
A água é sempre para nós a vitalidade e o revigoramento da alma em Deus. Não podemos permanecer sujos, não podemos permanecer no pecado, por isso, o Espírito está nos lavando; e precisamos constantemente nos lavar.
Outro testemunho foi dado pelo sangue de Cristo Jesus. Ele disse: “Pai, em tuas mãos Eu entrego o meu Espírito”, do Seu lado aberto saía sangue e água do batismo. O sangue é o próprio Cristo porque o sangue é a vida, por isso, a Eucaristia é o sacramento do corpo e sangue do Senhor.
No pensamento e, sobretudo, na teologia bíblica, o sangue representa toda a vida humana. Quando diz que Ele derramou Seu sangue, diz que Ele derramou toda a Sua vida, toda o Seu amor por nós.
O sangue de Jesus é o alimento da nossa vida. Quando recebemos na Eucaristia o corpo do Senhor, recebemos a vida do Senhor em nós. Precisamos deixar que a vida de Cristo esteja em nós, deixar que a vida d’Ele esteja cultivada em nós.
Como precisamos viver em Cristo para que Ele viva em nós! Como precisamos realmente mergulhar no sangue de Jesus! O sangue que circula em nós é aquele que nos dá a vida, o sangue que nos leva a ter vigor, vitalidade, responsabilidade e impulso. O sangue que nos retém, que nos leva a ter rancor, raiva, medo, pavor, o sangue ferve dentro de nós, o sangue se acalma dentro de nós.
Precisamos do sangue de Jesus em nós, da vida d’Ele em nós para sermos impulsionados por esse sangue para darmos a nossa vida e o nosso sangue por amor a Deus.
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário