Sorteio

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Busquemos os irmãos que estão distantes de Deus


Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos” (Mateus 18,14).
O Bom Pastor, que tem as suas ovelhas, se perde uma só delas, deixa as outras tantas para buscar aquela única ovelha.
Imagina o Pai como está atrás de tantas ovelhas que estão perdidas e distantes! O importante não é a parte quantitativa, mas a importância qualitativa que cada ovelha tem, porque cada uma delas é única e singular.
Deus não nos olha no atacado, somos um em meio à multidão, somos únicos para Deus, e aquele que está perdido, distante e longe é único para Ele. Precisamos assumir em nós os sentimentos do Senhor, que não deseja perder nenhum dos seus filhos.
Uma mãe não deseja nenhum filho distante. Se ela tem cinco filhos e se quatro estão com ela, ela sofre por aquele único que está distante.
O sofrimento de Deus é pelos filhos que estão distantes, e muitos estão distantes. Recordamos aquele irmão mais velho do Evangelho, que só pensava em si e não dava importância para o irmão que estava longe e afastado.
Saiamos desse mundo que se forma ao redor de nós para irmos ao encontro daqueles que estão distante de Deus
Não podemos ser os filhos de Deus, mas não sermos os irmãos que se preocupam uns com os outros. Não podemos ser como Caim, que invejou, matou e eliminou o seu irmão Abel. Não podemos ser aquele irmão que se preocupa consigo, e diz que o problema é do outro e não dele. Não é cada um por si e Deus por todos, é Deus por todos e todos com Deus cuidando uns dos outros.
Vamos atrás de irmãos, vamos nos mover nessa obra maravilhosa de evangelização, de resgates e salvação de tantas almas para Deus. É hora da graça, do resgate, é hora de evangelizar e salvar.
Não deixemos que nenhum só se perca. Que tal, no dia de hoje, ouvindo esta minha reflexão da Palavra, você pensar em alguém que está distante? Vá ao encontro, reze por ela, não a descarte. Vá atrás de uma ovelha que esteja distante, vá amá-la, vá estar presente. Saia dos presentes de Natal, dessas ocupações rotineiras que não salvam e vá atrás do maior presente que podemos dar para Deus.
Nenhum desses presentes que nos preocupamos tanto: árvore de Natal e enfeites, alegram o coração de Deus. O que alegra Deus é buscar a ovelha que está distante, por isso saiamos desse mundo que se forma ao redor de nós para irmos ao mundo daqueles que estão distante de Deus.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário