Sorteio

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Abramos o nosso coração para receber o amor de Deus

Então, entrou também o outro discípulo que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu e acreditou” (João 20,8).
Temos a graça de celebrar, no contexto natalino, o apóstolo São João, o discípulo amado de Jesus. Aquele que, nas suas próprias palavras, está narrando hoje. Ele viu e acreditou, ele viu Jesus e depositou a sua vida n’Ele e teve a graça de contemplar Jesus ressuscitado no meio de nós.
O Ressuscitado é o mesmo Jesus encarnado no ventre de Maria, o mesmo a quem estamos celebrando todos esses dias o Seu nascimento salvador no meio de nós.
João é uma testemunha viva desse fato, porque, para testemunhar Jesus não basta dizer que O conheceu ou que viu o que Ele disse ou escreveu. É preciso levar a vida em nome de Jesus.
João viveu, deixou-se ser amado e se transformou na testemunha amorosa desse amor de Deus encarnado no meio de nós. O discípulo do amor, o apóstolo do amor, levou o amor de Deus pelos seus escritos, pela sua vida e pela coerência ao coração das pessoas, deixou-se ser amado por Deus.
Jesus é o amor de Deus encarnado na vida de todo aquele que abre o seu coração e sua vida para recebê-Lo
Permita receber, no seu coração, todo esse amor divino, permita também ser um discípulo muito amado por Deus, porque quanto mais nos abrirmos à graça, quanto mais permitirmos que o amor de Deus penetre em nós, mais amados seremos e nos sentiremos. E o quanto esse amor cura, transforma e renova, o quanto o amor de Deus faz nova todas as coisas.
Jesus é o amor de Deus encarnado na vida de todo aquele que abre o seu coração e sua vida para recebê-Lo. Por isso, no contexto dos dias em que vivemos, vamos abrir de verdade o nosso coração para que nele entre e penetre o amor de Deus, para que esse amor faça de nós pessoas amorosas porque estamos precisando muito nos amar, estamos precisando demasiadamente viver o amor na dimensão evangélica.
Muitas vezes, nos lembramos de tantas coisas, criamos tantas polêmicas desnecessárias, entramos em tantas contradições e nos esquecemos do essencial, de vivenciarmos o amor que veio ao nosso encontro para nos salvar e nos redimir. Nada é mais divino, sublime, natalino e redentor do que a vivência do amor.
Amemos uns aos outros porque Ele nos amou primeiro, e esse amor que Ele nos trouxe levemos em nossa vida, porque esse amor nos cura, nos liberta e nos ajuda a amarmos uns aos outros.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário