Sorteio

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Somos chamados e vocacionados para o Céu


Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então, ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém” (Lucas 9,51).
A beleza é Jesus saber que está chegando o seu tempo de ir para o Céu. Não é o tempo da Sua morte, porque a morte pela morte é uma tragédia, e não fomos feitos para a morte, não devemos esperar por ela nem a buscar.
O que devemos esperar, ansiar e trabalhar é para irmos para o Céu, porque, assim como chegou e está chegando o tempo de Jesus ser levado para o Céu, o nosso tempo também está chegando. Que seja 50 ou 60 anos, que seja um dia ou que sejam horas, o importante é que o nosso coração tenha ânimo e gosto pelo Céu. Se não tivermos desejo pelo Céu, viveremos no temor da morte com tudo aquilo de tristeza que a morte causa dentro de nós.
Jesus, sabendo que o Seu tempo de ir para o Céu estava chegando, partiu para Jerusalém, porque Ele precisava enfrentar a vida como ela deveria ser enfrentada, Ele deveria ir para a Sua cidade. Em Jerusalém, Ele enfrentaria os opositores, aqueles que, de fato, estavam contra Sua vida, contra Sua pregação e mensagem.
Somos chamados a construir o Céu aqui na Terra, para que, depois da vida na Terra, assumamos a plenitude do Céu na eternidade
esus abraçou a Sua causa e a Sua missão, por isso é importante não nos esquecermos: para irmos para o Céu, precisamos viver a comunhão com Deus, mas não podemos tirar os nossos pés do chão, não podemos deixar de realizar e viver intensamente a nossa missão.
Não podemos viver escondidos no casulo do medo, preocupados, tensos, porque a vida vai se corroendo e se consumindo, sendo levada pela ditadura do medo. De forma nenhuma, podemos nos expor ao mal, ao perigo, à morte, nem viver sob o temor dela. Precisamos viver caminhando para o Céu, cumprindo a nossa missão, assumindo as nossas responsabilidades e enfrentando a vida com os seus desafios.
Somos chamados a construir o Céu aqui na Terra, para que, depois da vida na Terra, assumamos a plenitude do Céu na eternidade. Que a nossa vida seja movida por essa esperança, por essa certeza e essa confiança plena de que fomos feitos para o Céu.
É para o Céu que devemos ir, é para o Céu que devemos nos preparar a cada dia. Não devemos caminhar no temor da morte, mas na esperança alegre e feliz de que é para o Céu que somos vocacionados e chamados para o Senhor da vida.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário