Sorteio

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Busquemos a sabedoria do Espírito


“Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente?” (Lucas 12,56). 
Vivemos num mundo de muitas especialidades, há pessoas especialistas em diversos assuntos. Há aqueles que sabem realmente prever a meteorologia, os aspectos do céu e da terra. Há os diversos profissionais nas diversas áreas da vida. Há os psicólogos, psiquiatras, médicos, e cada um procura crescer mais no conhecimento da sua área. E, que assim seja abençoado, porque é muito importante uma ciência cada mais séria e serena que traga luz para a nossa vida. 
Não podemos ser insensatos e hipócritas, não podemos, na verdade, cometer a leviandade na fé. Muitos têm sabedoria para tudo, têm respostas para tudo, mas, infelizmente, não têm discernimento espiritual, não sabem discernir a voz de Deus, a luz de Deus, a Palavra de Deus, aquilo que Ele dirige à nossa vida.  
A vida no Espírito é a vida de oração e intimidade com Deus
Dedicamo-nos tanto às outras coisas, somos sábios aos nossos próprios olhos, mas não temos a sabedoria do Espírito. 
Por que não temos a vida do Espírito? Primeiro, porque não procuramos levar a vida no Espírito como precisa ser levada. A vida no Espírito é a vida de oração e intimidade com Deus. Segundo, não mergulhamos na Palavra de Deus, não nos voltamos para a Palavra que nos dá vida e sabedoria divina. Terceiro, porque não submetemos a nossa vontade à vontade de Deus, à luz de Deus, à sabedoria de Deus. Até queremos transformar a vontade de Deus na nossa vontade, queremos transformar o conhecimento de Deus no nosso conhecimento; queremos que Ele pense como nós, fale como nós e falamos até no lugar de Deus. Porque tamanha é a sabedoria que cada um de nós acha que tem. 
Eu sei que para futebol tem especialistas, para cada um dos esportes tem aqueles que têm as respostas e explicação para tudo. Eu sei que para as outras áreas da ciência, na gastronomia têm aqueles que são conhecedores profundos, mas de Deus não existe conhecedores profundos. De Deus, não é estudo filosófico nem teológico, o discernimento em Deus é aquele que procura ter intimidade com Deus, obediência a Deus, comunhão com a Igreja e vida no Espírito. 
Procuremos viver uma vida de maturidade em Deus, mas, sobretudo, vivendo na espiritualidade que nos leva a ser submissos a Ele. 
Deus abençoe você! 
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário