Sorteio

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

A oração é a grande graça da nossa vida


Quando terminou, um de seus discípulos pediu-lhe: ‘Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos’” (Lucas 11,1).
A prece, a súplica muito sincera desse discípulo deve ser também a nossa prece, a nossa súplica e o anseio da nossa alma. Até queremos rezar, mas não sabemos, e só quem pode nos ensinar é Aquele que é o modelo da nossa oração.
Jesus, um homem orante, colocava-se na presença do Pai,  dia e noite, para viver essa comunhão de fé, de amor e comunhão intrínseca entre o Pai e o Filho. Já que Ele nos tornou filhos de Deus por adoção, que Jesus também nos ensine a viver a comunhão que viveu com seu Pai, porque, se não vivemos a comunhão com Deus, nos perdemos no meio do mundo, das agitações, das tribulações e de todas as ocupações que temos.
Precisamos aprender a ter comunhão com Deus, e quem pode nos ensinar é Jesus. Precisamos querer rezar, porque a oração é a atitude de alma, do coração, é, inclusive, uma atitude corporal. É decisão de vida querer orar.
Quando decidimos orar, Jesus nos dá o Espírito orante, o Espírito Santo, o Espírito que ora em nós até quando não sabemos orar. Por isso, toda oração é dirigida ao nosso Pai, aquele que é o Pai de cada um de nós.
A oração é atitude de alma, de coração, é, inclusive, atitude corporal. É decisão de vida querer orar
Não podemos deixar de nos colocar nos braços de Deus, no colo do Pai, pois temos essa relação afetiva, filial, amorosa e terna com o nosso Pai. É tudo que precisamos, termos uma relação verdadeiramente amorosa com o nosso Pai.
Engrandecer, santificar, exaltar o nome d’Aquele que é o Senhor Nosso Deus, pedir que o seu Reino esteja entre nós, suplicar, sobretudo, que, a cada dia, possamos viver o perdão, a misericórdia e a reconciliação. Pedir a esse Pai que nos dê o pão necessário, mas esse pão que pedimos ao Pai que não é nosso, não é somente para mim ou para os meus, mas para todos nós.
O Pai nos ensina a partilhar e a perdoar. É esse Pai que nos dará forças para não cairmos e sucumbirmos na tentação que temos na vida.
Supliquemos o dom da oração ao Senhor Nosso Deus. Jesus pede ao Pai por nós. Jesus, dê-nos do Pai um espírito orante, para que façamos da oração a grande graça da nossa vida.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário