Sorteio

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Falta-nos amor e misericórdia para com o próximo

“Por esta razão, eu te declaro: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, porque ela mostrou muito amor. Aquele a quem se perdoa pouco mostra pouco amor” (Lucas 7,47).
Está aí para nós uma das passagens mais belas de toda a Sagrada Escritura. Jesus estava na casa de Simão, um fariseu, que Lhe ofereceu refeição, que O acolheu em sua casa, mas quem acolheu Jesus, de verdade, em seu coração, foi a mulher tida como pecadora. Ela sabia que Jesus estava à mesa e foi ao encontro d’Ele, jogou-se aos pés d’Ele, chorou aos pés d’Ele e, com suas lágrimas, banhou os pés do Senhor; depois, com seus próprios cabelos, enxugou os pés do Mestre, beijou os pés d’Ele e deu todo o amor do seu coração a Jesus.
Não sei que vida essa mulher tinha, mas, com certeza, por ser chamada de pecadora, ela era compreendida pela normativa da época como mulher da vida, como meretriz ou qualquer mulher que tinha um comportamento assim. Ela deu seu corpo para que os homens sentissem prazer por meio dela. Agora, no entanto, ela não queria mais ninguém usando e abusando do dom sagrado que era o seu corpo. Se algum dia ela deu o seu corpo para o pecado, ela estava dando o seu corpo para a graça, por isso ela se jogou inteira aos pés de Jesus.
Os sinais são belos: primeiro, às lágrimas de arrependimento, de contrição, lágrimas da dor que o pecado causou no coração. Essas lágrimas não vão para o mundo, ela jogou essas lágrimas aos pés do Senhor. Depois, o amor, que foi demonstrado pelo cabelo que enxuga os pés de Jesus. O amor demonstrado pelo beijo, quando ela beija os pés do Senhor para dizer: “Esse é o amor da minha vida. Não é mais a vida que vivi”.
Falta-nos amor e misericórdia para com os outros, falta-nos muito amor a Jesus no gesto e nas atitudes
Simão julgou: “Jesus não conhece essa mulher, não sabe quem está se jogando aos pés d’Ele”. É a nossa mania ou a nossa pouca conversão de julgar as aparências, de julgar as pessoas. Ela, na verdade, demonstrou grande amor, por isso alcançou a profundidade do perdão de Deus, porque demonstrou muito amor. Simão mal cumprimentou Jesus, mal Lhe deu o ósculo santo.
Sabe, nós que achamos que não precisamos de conversão, que achamos que já somos santos e melhores que os outros, falta-nos muito amor e muita misericórdia para com os outros, falta-nos muito amor a Jesus no gesto e nas atitudes.
Às vezes, as pessoas que já são muito de igreja, até a forma de participar da Missa é indiferente, estão voando, sentam-se atrás e nem prestam mais atenção. Pensam que não precisam mais, porque foram convertidas, são santas e nem têm mais compaixão para com o próximo, porque já fizeram a sua parte.
Tomemos cuidado, porque muitos pecadores rejeitados por nós, como disse Jesus, nos precederão no Reino dos Céus.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário