Sorteio

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Calemos e expulsemos o demônio de nossa vida


Jesus o ameaçou, dizendo: ‘Cala-te, e sai dele!’ Então, o demônio lançou o homem no chão, saiu dele, e não lhe fez mal nenhum” (Lucas 4,35).
Jesus é o profeta que ensinava e falava com autoridade. Qual é a autoridade de Jesus? Primeiro, é a autoridade da vida. Ele fala aquilo que crê e vive. E quem vive com coerência a própria vida, tem autoridade sobre as incoerências da vida, sobre os males da vida, sobre os demônios da vida. Os demônios tremem e correm de Jesus.
Sabemos que o demônio é aquele que tem poder de jogar as coisas na nossa cara. Sim, é a artimanha dele, é ele quem usa o artefato de dizer: “Olha como você é”. É ele quem nos coloca sentimento de culpa; é ele quem tira a nossa autoridade para falar, corrigir, para orientar a nossa vida e a vida do outro.
A autoridade de Jesus é porque o demônio não tem poder sobre Ele. Ele não dá vez nem voz ao demônio e às ações do mal na sua vida. Jesus não tem pacto com a mentira, com a falsidade, com impurezas, orgulho e soberba. De forma nenhuma a santidade reprime os pecados, que são as ações do maligno em nosso meio, por isso, o demônio treme e corre d’Ele.
Temos de não só calarmos as forças do mal que estão gritando dentro de nós, como temos de expulsá-las de nós
Eu olho para esse homem do Evangelho de hoje, possuído por espíritos impuros, que o deixa agitado, muito mal, para baixo; e, quando vêem a Jesus, começam a gritar: “O que quer de nós?”.
Jesus não pensa duas vezes, Ele tem a autoridade sobre o poder do mal; então, Ele realmente decreta e determina: “Primeiro, cala-te”. Não podemos deixar o mal falar na nossa vida, não podemos deixar o mal ter voz e autoridade em nossa vida.
Temos de não só calarmos as forças do mal que estão gritando dentro de nós, como temos de expulsá-las de nós. Os demônios, os maus pensamentos, maus sentimentos, más intenções, o orgulho e a soberba. “Silêncio, cala-te, e saia da minha vida. Pare de atormentar a minha casa, a minha família”.
Não podemos perder tempo discutindo com malícias, impurezas, gritarias e coisas mundanas. Coisas mundanas nós silenciamos e expulsamos da nossa vida, porque, muitas delas são demoníacas e tomam conta de nós.
Na autoridade de Jesus, expulsemos de nossa vida aquilo que está à nossa volta, o poder e a ação do mal. Precisamos entender bem o que é impuro. É tudo aquilo que é sujo, mal, dúbio e nos leva a querer o mal, pensar mal, desejar o mal e a fazer mal ao outro.
Não podemos deixar crescer essa mania de querer falar mal da vida do outro e, geralmente, falando mal, pensamos e desejamos o mal, pois, essas forças crescem em nós e, por isso, ficamos tão mal na vida.
Para que o mal não tenha forças sobre nós, ordenemos, na autoridade de Jesus: “Silêncio; e saia do meio de nós”.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário