Sorteio

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Fixemos os olhos em Jesus

Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: ‘Eu vi o Senhor!’, e contou o que Jesus lhe tinha dito” (João 20,18).
A graça que a Liturgia nos dá para o dia de hoje é a de celebrarmos Santa Maria Madalena. Madalena, como nós assim a chamamos, é a grande discípula de Jesus, o Ressuscitado. Foi a primeira testemunha, foi a primeira que viu, foi a primeira que anunciou e proclamou a ressurreição.
Tem algo que nos chama muito à atenção quando ela disse: “Eu vi o Senhor”. Quando ela se encontrou com o Senhor, enquanto caminhava, foi curada, liberta e transformada por Jesus, e nunca mais seus olhos saíram d’Ele, porque Ele transformou a vida de Maria.
Sabemos que dela foram expulsos demônios. Qual demônio foi é o que menos importa; o que importa é que ela permitiu que Jesus a curasse, a transformasse, renovasse e fizesse dela uma nova mulher.
O que é uma mulher nova senão aquela que coloca, diante dos seus olhos, o Senhor da vida e nunca mais fecha os olhos para a graça? Quando a graça se aproximou de Maria, ela se abriu totalmente para a graça e tornou-se a mulher agraciada por Deus, tornou-se verdadeiramente discípula do Mestre Jesus. Acompanhou o Mestre na vida, na morte e na ressurreição. Ela nunca mais abandonou o Senhor.
Quando Jesus entrou no coração de Maria Madalena, ela O deixou ocupar toda a sua vida, e nunca mais se desocupou, nunca mais retirou a graça de Jesus da vida dela. Como precisamos aprender com Maria a termos os olhos fixos em Jesus!
Nós nos desviamos, perdemos o foco da vida, encontramo-nos em muitas situações que nos deixam agoniados, porque tiramos o nosso olhar de Jesus, voltamos o olhar para os nossos problemas, para as nossas aflições, e começamos a olhar demais a vida dos outros, começamos a olhar só os problemas do mundo e não olhamos para a luz.
Como precisamos aprender com Maria a termos os olhos fixos em Jesus
Houve um momento que parece que essa luz se apagou, porque, quando Jesus morreu na cruz, uma grande escuridão tomou conta de toda a Terra. Mas, mesmo na escuridão, Maria Madalena não deixou de olhar para Jesus. Quando tudo parecia escuro e perdido, quando muitos se encontravam desolados e decepcionados, Maria estava olhando para Ele. Ainda que parecesse morto, do Seu corpo sepultado ela estava lá para cuidar. Como ela jamais tirou os seus olhos de Jesus, os seus olhos foram os primeiros a contemplar o Ressuscitado.
A luz da ressurreição, a luz da glória brilhou sobre os olhos de Maria, por isso ela pode dizer o que disse desde o primeiro momento: “Eu vi o Senhor. Eu O vi sendo pregado na cruz, mas agora O vi ressuscitado”.
Passamos por tantas situações na vida, passamos por situações alegres, boas. Passamos por tristezas, decepções e amarguras. Passamos por noites escuras na alma e no espírito, passamos por trevas, mas não podemos deixar de olhar para Jesus.
Nenhuma escuridão, deste mundo, é capaz de apagar a luz radiante de Jesus da nossa vida quando não tiramos d’Ele o nosso olhar.
Não importa o que estejamos vivendo, não importa as trevas que estejam nos visitando, o importante é não deixar de olhar para Jesus, porque O veremos onde quer que nós estejamos.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário