Sorteio

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Permitamos que a fé guie nossa vida

Precisamos abraçar a fé, viver da fé e deixar que ela nos guie e nos salve
“Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo” (João 4,47).
Quero chamar à atenção para o fato de que Jesus está voltando para Caná da Galileia. Foi nesse lugar que Jesus realizou o Seu primeiro sinal público, quando transformou água em vinho.
Jesus é o Senhor da natureza, e ela é submissa a Deus, porque tudo veio das mãos d’Ele. Quando Ele transforma água em vinho, Ele não está fazendo uma mágica, Ele está mostrando para quê Ele veio: para transformar a nossa natureza humana tão pecadora e corrompida pelo mal do pecado. Ele veio para renová-la, santificá-la e curá-la.
Esse funcionário do rei tinha seu filho doente e enfermo, já quase morrendo, e foi suplicar para Jesus em favor do seu filho.
Eu queria chamar bastante atenção sobre o papel desse pai. Ele não está indo como funcionário do rei, ele não está indo a partir da influência política e social que possa ter, pelo contrário, ele está indo com toda a humildade de coração e com toda a humilhação da sua alma.
Mesmo com todo poder que ele possuía, não podia fazer nada pelo seu filho, a não ser suplicar a Jesus que fizesse algo por ele, que agisse na natureza dele que está enferma, doente, padecendo e quase morrendo.
Queremos suplicar a Jesus pela nossa natureza humana pecadora, nossa natureza humana enferma e decaída. Precisamos de Jesus, precisamos buscá-Lo com todo ardor e fé do nosso coração, para que Ele intervenha e socorra a nossa fraqueza. Muitas vezes, não O buscamos somente para nós; o pai que busca pelo seu filho percebe claramente a sua limitação humana.
Tomamos consciência dos limites que temos, prostramo-nos diante da presença de Jesus, porque Ele tudo pode. Quando o Senhor concedeu a graça a esse homem, ele e toda a sua família abraçaram a fé, abraçaram Jesus, o Evangelho e o Reino de Deus.
Precisamos, com toda a nossa casa, abraçar o Evangelho e o Reino de Deus para que Deus faça a Sua graça acontecer na nossa casa e na nossa família.
Nossa casa e nossa família não precisam mais de algo tão importante como precisamos da fé. Precisamos abraçar a fé, viver da fé e deixar que ela nos guie e nos salve; deixar que nossa casa, nossa família e nossos filhos sejam salvos pela fé em Jesus.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário