Sorteio

sexta-feira, 22 de março de 2019

Cuidemos da vinha do Senhor

Somos os vinhateiros, e temos de cuidar da vinha do Senhor, que é a Terra
“O proprietário, enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’. Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança!’” (Mateus 21,37-38).
A parábola que Jesus conta, hoje, é de um certo proprietário que plantou uma vinha e deu o cuidado dela aos vinhateiros. Ele pediu que os vinhateiros tomassem conta da sua vinha, mas ele depois viria para ver o resultado. De fato, o proprietário mandou representantes, e os vinhateiros rejeitaram os enviados do proprietário, mandou outros e também foram rejeitados, até mortos e desprezados.
É óbvio que o proprietário disse: “Agora, tenho que mandar meu próprio filho. O meu próprio filho eles vão respeitar. É o meu sangue. Sou eu mesmo”. Mandou o próprio filho e com ele foi pior, eles disseram: “É o herdeiro. Vamos, então, matá-lo para que a propriedade seja nossa”. E mataram o herdeiro.
Olhando a parábola, vamos compreender que esse proprietário se refere àquele que é o senhor; e proprietário de todo o mundo criado, que é Deus nosso Pai, Ele é o Senhor e dono de toda a Terra.
Somos aqueles a quem foi confiado o cuidado, somos os vinhateiros, e temos de cuidar da vinha do Senhor, que é a Terra. Precisamos cuidar daquilo que é de Deus, mas para Ele. Queremos cuidar do que é de Deus como se fosse nosso, apropriamo-nos, tomamos conta, e o nosso instinto egoísta e orgulhoso nos leva, muitas vezes, a tomar aquilo só para nós.
Não cuidamos bem do que é de Deus, porque somos egoístas na visão do que temos e rejeitamos, muitas vezes, a correção, a prestação de contas que temos de dar a Deus sobre a nossa própria vida. Mas o que é pior: eles rejeitaram o Filho de Deus, que é Jesus. Todas as vezes que somos indiferentes a Ele, todas as vezes que não O acolhemos, todas as vezes que não O amamos nas formas e maneiras que Ele se manifesta em nossa vida, estamos rejeitando o próprio Senhor da vinha, estamos rejeitando o Deus criador de todas as coisas.
Neste tempo da graça, somos convidados a refletir como estamos acolhendo Jesus em nossa vida. Ele veio para que nós possamos prestar contas da vida, do mundo, da família e de tudo aquilo que Deus nos confiou, porque tudo é do Pai, tudo é de Deus.
Não podemos, simplesmente, nos apoderar do que é de Deus e não fazer da vida e do mundo aquilo que bem entendemos.
Examinar a nossa consciência é nos colocarmos numa atitude de retidão, de reflexão diante dos atos, atitudes e escolhas que temos para com o mundo, para com Deus, para com as coisas de Deus, e para com a nossa própria vida.
Que Deus nos dê a graça de refletirmos bem as nossas escolhas para sabermos cuidar bem daquilo que Ele nos confiou.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário