Sorteio

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Evangelho de hoje, terça-feira, 01/01/2019


Evangelho do dia - Lc 2,16-21
Naquele tempo, 16os pastores foram às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura.
17Tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito sobre o menino. 18E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados com aquilo que contavam.
19Quanto a Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração.
20Os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo que tinham visto e ouvido, conforme lhes tinha sido dito. 21Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo antes de ser concebido. 
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Catequese Bíblico-Missionária

Celebração de Maria, Mãe de Deus

É fácil rezar: “Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores”. Quem começou a dizer assim, o fez com naturalidade. O evangelista Lucas coloca na boca de Isabel a saudação: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me vem que a Mãe do meu Senhor me visite?” (Lc 1,42-43).
Usa a palavra Senhor (Kyrios), que é o mesmo termo usado para Deus. Isabel, “cheia do Espírito Santo” (Lc 1,41), falou desse modo, chamando-a Mãe do meu Senhor. Lucas, que escreveu pelos anos 80, recolheu seus ensinamentos das testemunhas oculares (Lc 1,2). Colheu um uso já tradicional entre as testemunhas.
Foi encontrado no Egito, em 1927, um papiro dos anos 250, onde está escrita aquela oração tão querida: “À vossa proteção recorremos, ó Santa Mãe de Deus...”. Já era uso comum da Comunidade chamar Maria de Mãe de Deus. O Concílio de Éfeso, que definiu como doutrina verdadeira a Divindade e a Humanidade de Cristo, ensina que a Mãe de Jesus pode e deve ser chamada Mãe de Deus porque seu Filho era Deus.
Continuaremos a rezar com toda a Igreja: “Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém”. Negar que Maria seja Mãe de Deus é negar que Jesus é Deus. Ele nasceu de uma mulher (Gl 4,4). É Homem-Deus.
Nesta celebração de início de ano encontramos Maria e José e o “Menino deitado na manjedoura” (Lc 3,16). É um belo momento de diálogo das coisas de Deus. Maria e José ouvem dos pastores o que os Anjos lhes disseram. Quanto a “Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração” (Lc 2,19). Belo modelo de cristã que leva ao laboratório do coração as coisas de Deus e as transforma em vida.
Iniciando um novo ano podemos fazer um projeto de vida seguindo o modelo da Mãe de Deus e nossa. Ela nos trouxe a bênção, queéJesus. Ela o fez por geração. Nóspodemos ser uma bênção para os outros acolhendo e facilitando sua vida com a amizade, o serviçofraterno, o respeito, o carinho e a dedicação para com todos. Somos um Evangelho vivo que transmite suas verdades com nossas atitudes.
Com a Mãe de Deus façamos um ano abençoado, todo de Deus.


Oração
Ó Deus, que pela virgindade fecunda de Maria destes à humanidade a salvação eterna, dai-nos contar sempre com a sua intercessão, pois ela nos trouxe o autor da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
— Amém.
Fonte - https://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

Nenhum comentário:

Postar um comentário