Sorteio

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Evangelho de hoje, sexta-feira, 02/11/2018


Naquele tempo, disse Jesus às multidões: 37“Todos os que o Pai me confia virão a mim, e quando vierem, não os afastarei. 38Pois eu desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 39E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. 40Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor. 

Catequese Bíblico-Missionária
A celebração do dia de hoje é dedicada à memória de nossos parentes e amigos, que nos antecederam no grande mistério que é a morte. Diante da morte nós nos calamos e também nos assustamos. Morrer é uma certeza e, ao mesmo tempo, um mistério que ultrapassa nosso entendimento. Sabemos que todos nós, um dia, vamos passar por esta experiência e isto nos assusta.
As leituras da celebração de hoje nos ajudam a acolher, viver e proclamar este mistério: a morte não é o fim! O livro de Jó parte desta certeza quando diz: “Eu sei que o meu Redentor vive”. Seguindo os passos deste Redentor, que é Jesus, nós também viveremos e veremos a Deus. Pois de maneira única o mistério da morte foi assumido e vencido por Jesus. A fé na ressurreição de Jesus é o coração do Evangelho de hoje. Por sua maneira serena de entrar na morte, Jesus mostrou que já a tinha vencido e que ele, no dizer do centurião, era verdadeiramente o Filho de Deus.
Na Carta aos Filipenses, Paulo ensina que nossa plenitude como criaturas de Deus está nos céus, junto ao Criador, quando então teremos atingido a maturidade da Criação. Nosso corpo limitado e miserável será transformado e nos tornaremos semelhantes ao corpo glorioso de Jesus ressuscitado. Essa certeza da nossa fé deve encher-nos de alegria e de esperança. Então, viveremos na plenitude da Criação. Jesus ressuscitado é a amostra daquilo que um dia seremos. A ressurreição de Jesus nos abre o caminho para a Nova e definitiva Criação.
Mas, enquanto ainda vivemos aqui na terra, ficamos mergulhados na dúvida e na incerteza. Como acolher o mistério da morte? O Salmo de Meditação nos ajuda a vencer nossas dúvidas. Esse Salmo é um hino de súplica que traz uma reflexão sapiencial. A vida traz dificuldades e desafios. Viver o caminho de Deus não é fácil. Exige fé e aceitação, mesmo quando esse caminho nos parece difícil de acolher e de entender. Gritamos, então, como o salmista: “Mostra-me teus caminhos e guia-me na tua verdade! Alivia-me de minhas angústias e tira-me de minhas aflições!”
Nesta celebração queremos acolher o Deus que nos instruirá no caminho da verdade e nos ajudará a encontrar a felicidade. É nessa felicidade que, temos certeza, já vivem nossos parentes e amigos que nos antecederam na glória.

Francisco Orofino e Frei Carlos Mesters

Oração
ÓDeus, fizestes o vosso Filhoúnico vencer a morte e subir ao céu. Concedei a vossos filhos e filhas superar a mortalidade desta vida e contemplar eternamente a vós, Criador e Redentor de todos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
— Amém
Fonte -  https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=3876209279644918514#editor/target=post;postID=1619055639974338530

Nenhum comentário:

Postar um comentário