Sorteio

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Deixemo-nos corrigir uns pelos outros

Deixemo-nos corrigir uns pelos outros, não percamos a cabeça nem nos deixemos levar pelo orgulho
“‘Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão’. Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia” (Marcos 6,18).
Hoje, celebramos o martírio de São João Batista. Mas por que São João Batista foi martirizado? Porque ele foi o profeta que preparou os caminhos do Senhor, mas também anunciou os erros, os pecados, aquilo que não era correto.
O profeta é aquele que não se acostuma com os erros do mundo; ele, simplesmente, torna-se indiferente àquilo que está errado. O profeta é aquele que, na caridade, apresenta a verdade para o outro.
Herodíades era aquela que vivia a situação de adultério, ela era a mulher do irmão de Herodes e odiava João Batista. Por que ela odiava João Batista? Porque ele os corrigiu. Muitas vezes, não gostamos de ser corrigidos. Muitas vezes, vivemos situações de erros e pecados na vida, e Deus quer nos corrigir. A Palavra d’Ele quer nos orientar, por isso, ele usa dos irmãos para nos corrigir; nós, no entanto, em vez de termos a humildade de acolher a correção, preferimos nos fechar no ódio, no ressentimento, na mágoa, e eliminar da nossa vida quem representa qualquer correção para os nossos erros. Este, na verdade, foi o grande erro de Herodíades e Herodes. A essa situação, juntamos também a filha de Herodíades, aquela que vai dançar para agradar Herodes e mandar decapitar João. 
Se João perdeu sua cabeça, foi porque tentou levar juízo a quem já havia perdido a cabeça. Não percamos o juízo, deixemo-nos ser corrigidos por Deus, por Sua Palavra e profecia, pelos profetas e pelos irmãos, os quais, muitas vezes, nos falam em nome de Deus, para que não percamos o caminho nem a direção.
Filhos, deixem-se corrigir pelos pais. Não percam a cabeça! Maridos, deixem-se corrigir pelas suas esposas. Esposas, deixem-se corrigir pelos seus maridos. Irmãos, deixemo-nos corrigir uns pelos outros, não percamos a cabeça nem nos deixemos levar pelo orgulho, pois este nos leva ao ódio e à raiva de quem, muitas vezes, quer o nosso bem, mas não pode nos corrigir, porque não aceitamos de forma nenhuma a correção fraterna.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário