Sorteio

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Jesus busca a ovelha que está distante da casa do Pai

No coração da Igreja, enquanto houver uma ovelha distante, não podemos estar sossegados
“Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’” (Mateus 10,6-7).
O Mestre Jesus não descuida da ovelha que está perdida, pelo contrário, a sua preocupação, primeiramente, é com aquela que está afastada e distante da casa do Pai. Não podemos deixar de lado todos aqueles que estão se perdendo ao longo dos caminhos da vida.
Quando nos encontramos perdidos, Deus está nos procurando, querendo nos encontrar, porque Ele não nos quer perdidos, Ele nos quer encontrados, sobretudo, que nos encontremos com Ele, com a vida.
Quantas vezes nos perdemos nos caminhos da vida, perdemo-nos em nossos pensamentos, nos nossos sentimentos e afazeres, diante de tantos questionamentos e situações da vida. Perdemo-nos diante de tantas nebulosidades que enfrentamos ao longo da caminhada.
Precisamos parar, respirar fundo, sempre olhar para Jesus e não tirar d’Ele o nosso olhar. Jesus não nos perde, somos nós que nos perdemos d’Ele. A missão de cada um de nós é buscar as ovelhas perdidas da casa de Israel, a casa do Senhor, o coração da Igreja.
No coração da Igreja, enquanto houver uma ovelha distante, não podemos estar sossegados. Por isso, onde nós estivermos, precisando encontrar Deus, seja trabalhando, exercendo a nossa missão, a começar pela nossa casa, pela nossa família, pois há muitos perdidos no meio de nós, muitos que estão à procura de um sentido para a vida.
Não podemos julgar nem condenar as pessoas. Não podemos nos afastar delas. Não podemos tratar com desprezo e menosprezo aquele que vive uma situação de vida que, muitas vezes, não achamos correta. Aquele que não vai à igreja, que não vai à casa de Deus, não o podemos olhar como um condenado, mas como uma ovelha a ser encontrada.
Hoje, estou aqui, mas poderia também não estar. Poderia estar perdido e distante. Quem foi encontrado hoje poder estar perdido amanhã; quem está perdido hoje é uma ovelha a ser encontrada hoje e amanhã. O nosso apostolado é o apostado da misericórdia, é o apostolado daquele que vai procurar a ovelha do Senhor mais perdida, mais distante, que não desiste, não desanima nem desacredita.
Precisamos anunciar para todos que o Reino dos Céus está próximo.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário