Sorteio

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Cultivemos a fé na Ressurreição

A verdade fundamental da nossa fé é que Cristo ressuscitou
“Com efeito, quando os mortos ressuscitarem, os homens e as mulheres não se casarão, pois serão como os anjos do céu” (Marcos 12,25). 
A grande questão do Evangelho de hoje são os saduceus, pois eles afirmaram que não existiu a Ressurreição. Aquilo que os saduceus afirmaram é também a afirmação do século em que vivemos. Há aqueles que negam a Ressurreição e vivem como se ela não fosse um fato.
Existem duas formas de negar a Ressurreição. A primeira é a forma de vida materialista. O materialismo não se resume ao consumo de coisas materiais, mas é como se a vida fosse somente a partir da matéria e da carne, e tudo o que fazemos se projeta para essa vida carnal.
Quando não cultivamos a vida espiritual, quando não cultivamos a fé na Ressurreição e na vida futura, colocamos toda a nossa esperança, tudo aquilo que cremos, tudo aquilo que é a nossa existência somente neste mundo; então, levamos uma vida materialista e, realmente, mantemos em nós as sementes da Ressurreição. É uma dureza e uma frustração viver assim; é, acima de tudo, uma agonia, porque a morte nos aterroriza. Quando morre alguém, entramos no desespero e as luzes se apagam.
A luz da Ressurreição ilumina todas as realidades da existência humana, porque cremos no Ressuscitado. A luz d’Ele, Seu brilho e o fogo de Sua Ressurreição iluminam o que pensamos, sentimos e fazemos. A luz ilumina a nossa esperança.
A segunda forma de negar a Ressurreição é, de fato, a mentalidade reencarnacionista, doutrinas, ceitas que pregam o ato da reencarnação, creem que as pessoas passarão por estágios de purificação e renovação.
Não dá para crer no mesmo espaço com a Ressurreição e a reencarnação. A verdade fundamental da nossa fé é que Cristo ressuscitou, nos diz a Carta de São Paulo aos Coríntios. Porque, se Ele não ressuscitou, é vã a nossa fé; e todos que vêm de Cristo também ressuscitam com Ele. Essa é a nossa verdade, por isso não vivemos com preocupações materialistas a respeito da vida depois da morte.
Temos uma única esperança no nosso coração: aquele que vive em Cristo viverá com Ele para sempre. Como será depois? Os olhos não viram nem a capacidade humana é capaz de compreender, entender e penetrar naquilo que Deus tem preparado para nós.
Se foi Deus quem preparou, só pode ser muito bom! Aguardemos e vivamos na fé d’Aquele que amou, morreu e ressuscitou por nós!
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário