Sorteio

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

A conversão nos aproxima de Deus

Através da conversão ficamos mais próximos do amor, ternura e dos cuidados de Deus
“Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal, que tinha ameaçado fazer-lhes, e não o fez” (Jn 3, 1-10).
O livro de Jonas, lá no Antigo Testamento, traz para nós uma visão de um Deus que parece fazer ameaça, que castiga, mas não é nada disso. Ainda que seja uma linguagem muito simbólica, ela nos ajuda a compreender o que vivemos na vida e que, talvez, por causa de uma linguagem como essa, muitos acreditam que os males do mundo são castigos de Deus. Não! É ao contrário, Deus é Aquele que cuida de nós. Os castigos são consequências naturais dos erros, das escolhas erradas e dos caminhos que tomamos nessa vida.
Óbvio que, quem toma veneno vai morrer; Deus não o condena por ter tomado veneno, não! A pessoa morreu porque ela optou em tomar o veneno. Óbvio que, se nos colocarmos em perigo, esse nos deixa frágeis, e se nos colocarmos em situação que podemos nos acidentar, e acabamos nos acidentando, não foi porque Deus quis que sofrêssemos aquele acidente ou aquela tragédia, nós quem “os procuramos”. Muitas coisas trágicas que acontecem na nossa vida, fazem o coração de Deus chorar, porque nós não prestamos atenção nas escolhas que fazemos na vida.
Precisamos nos converter para que o mal não recaia sobre nós, assim como recaiu sobre aquela cidade. Foi ela que puxou o mal sobre ela, Nínive estava vivendo uma vida totalmente errada, pecaminosa e, assim é conosco, tudo o que vivemos de mal, o atrai para nós e sobre nossa vida.
A conversão abre os nossos olhos e traz para perto de nós o amor, proteção, cuidado e ternura de Deus. O sinal de Jonas para todos nós é um sinal muito claro de que todos nós precisamos nos converter e não é uma conversão superficial, e sim a de rever a nossa vida, ver que muitas coisas estão erradas, que não estão em um bom caminho e isso nos conduz para o caminho da morte. Por isso, devemos nos afastar desse caminho, dessa conduta do mal e “pegarmos” a conduta do bem, do Caminho, da Verdade e da Vida, porque é lá que Deus cuida de nós, nos protege e livra de tantas coisas trágicas que enfrentamos nessa vida.
Você quer coisa mais trágica do que o pecado nos destruindo e acabando com a nossa vida, juventude, casamentos, relacionamentos humanos, comunidades e paróquias? Ou passamos por um processo de conversão sincera ou o pecado vai entrando, arruinando, disseminando e cria situações de discórdia, divisão e assim por diante.
A salvação está na conversão. Trilhemos sempre o caminho da conversão e a graça de Deus irá nos acompanhar e abençoar.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Nenhum comentário:

Postar um comentário