Centenário da Arquidiocese de Maceió

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Acolhamos a Palavra de Deus em nosso coração

A Palavra é o fermento do Reino de Deus, que chega para dar qualidade e consistência, para transformar
“Ele é como a semente de mostarda, que um homem pega e atira no seu jardim. A semente cresce, torna-se uma grande árvore, e as aves do céu fazem ninhos nos seus ramos” (Lucas 13,19).
Podemos pensar num grão de mostarda como uma semente insignificante, pequena, quase invisível aos olhos, sem valor. Só damos valor a ela quando é plantada, quando cresce e dão frutos.
O Reino dos Céus é insignificante para muitos, porque, às vezes, a pessoa tem, na vida, outras coisas de valor, como seus bens e anseios, seu trabalho, sua busca e vaidade, mas, depois, essas coisas desaparecem. E o que floresce, permanece e cria toda uma vida nova é aquela semente desprezada que parece insignificante.
Eu sou testemunha das vidas transformadas, renovadas e mudadas graças à semente do Evangelho.
Quando olhamos para a nossa vida, pode parecer que o Evangelho não significa nada, é mais um livro ou qualquer coisa parecida, mas não é. O Evangelho não é um livro, mas uma vida, uma pessoa, é o próprio Deus, é Jesus por Sua Palavra que nos transforma, que nos renova, que faz a renovação que toda a nossa vida precisa.
Acolhamos, no coração, a Palavra de Deus como uma palavra pequena como tantas outras, mas ela vai se tornar a mais significante, a mais importante, transformadora e renovadora da nossa vida. Ela é como o fermento do Reino de Deus, que chega para dar qualidade, consistência e transformar quando se permite ser transformado, renovado, curado e libertado por essa Palavra.
Que todo o nosso coração seja levado e cuidado por toda força que a Palavra de Deus tem de nos transformar e renovar.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário