Sorteio

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Deus dá liberdade aos Seus filhos

Na liberdade que temos, damos o exemplo e não seguimos as más inclinações deste mundo
“Jesus perguntou: ‘Simão, que te parece: Os reis da terra cobram impostos ou taxas de quem: dos filhos ou dos estranhos? Pedro respondeu: ‘Dos estranhos!’ Então Jesus disse: ‘Logo os filhos são livres’” (Mateus 17, 25-26).
Quando escutamos esse Evangelho do dia de hoje, a conotação pode parecer estranha porque se, de fato, os filhos são livres, eles não devem nada a ninguém. Não devemos nada a este mundo porque nem somos filhos dele, somos filhos do Céu e precisamos viver na liberdade dos filhos de Deus. Entendemos o contrário, achamos que “livres” são aqueles que vivem para o mundo, fazem o que querem e o que podem. É uma ilusão e um engano pois quem faz o que quer e o que não pode, faz o que não deve e depois se estraga, se perde e se corrompe.
Deus não nos priva de nada, pelo contrário, Ele nos dá a graça de termos acesso ao Reino que Ele preparou só para nós, que cremos n’Ele, que somos Seus filhos e queremos viver como Seus filhos.
O Reino de Deus não é privação do mundo, mas é privação da depravação do mundo, do sentimento de maldade e malícia que há no mundo para que sejamos guardados e preservados do mal para vivermos o bem. Então, como filhos não podemos nos comportar como escravos.
Há pessoas que sentem-se aniquiladas: “Eu sou de Deus, que tristeza! Quem é de Deus não pode fazer nada. Quem é de Deus vive privado de tudo. Quem é de Deus não bebe, não fuma”. Mas desde quando beber e fumar é liberdade? O que mais temos são pessoas escravas da bebida, do cigarro e de todos os males deste mundo. A liberdade é saber que podemos beber e não vamos beber; podemos fumar, mas não vamos fumar. A liberdade é poder fazer escolhas.
A liberdade não é nos entregar e depois não conseguir mais nos libertar desses males. Somos filhos e os filhos são livres, mas para não escandalizar os filhos fazem até aquilo que não deveriam fazer. Serei claro como a Palavra está sendo quando manda que Pedro lance o anzol e abra a boca do peixe para pegar moedas.
Pagar impostos é uma das coisas mais injustas deste mundo, que nem deveríamos pagar, mas pagamos. E por que pagamos? Para sermos exemplos, para não sermos causa de escândalo para o mundo.
Os discípulos de Jesus não cumprem as ordens da Lei. Temos de ser os primeiros a cumprir as ordens e as leis do mundo, temos de ser os primeiros a dar exemplo, obedecer as leis de trânsito, pagar os impostos, os pedágios da vida, cumprir com as nossas obrigações.
Somos livres e na liberdade que temos, damos o exemplo e não seguimos as más inclinações deste mundo.
Deus abençoe você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário