Sorteio

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Homilia Dominical


 
Homilia do 8º Domingo Comum (26.02.17)
Pe. Luiz Carlos de Oliveira
Redentorista

“Olhai as aves do céu”
Buscai o Reino de Deus
Jesus instrui os discípulos sobre o modo autêntico de viver e diz que os valores da vida não estão acima do valor do Reino de Deus. O Reino não impede os verdadeiros valores, mas lhes dá sentido. Jesus não quer seus discípulos divididos entre dois senhores. “Ninguém pode servir a dois senhores; pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro (Mt 6,24). Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro”. Os dois senhores, de que Jesus fala, são o Reino e os bens materiais, por exemplo, comida, bebida e roupa etc. ... Podemos procurar esses bens. Devemos, contudo, buscar em primeiro lugar a justiça do Reino. A justiça do Reino é a bondade, a misericórdia e o amor. Ela não nos tira a responsabilidade, mas ensina o caminho de consegui-las no amor. Jesus ensina a colocar a confiança absoluta no Pai e na implantação do Reino. É magnífica a imagem das flores e dos pássaros que superam em beleza o ser humano. O Pai, que alimenta os passarinhos e veste as flores, cuidará com mais atenção ainda de seus filhos. Deus cuida deles com carinho. O que Deus quer é nossa tranqüilidade e não a agitação dizendo “o que vamos comer, beber e vestir?”... “Vosso Pai, que está nos Céus, sabe que precisais de tudo isso” (Mt 6,31-32). O profeta usa a expressão do amor materno para mostrar como Deus cuida de nós muito mais que nossa mãe: “Acaso pode a mulher esquecer-se do filho pequeno, a ponto de não ter pena do fruto de seu ventre? Se ela se esquecer eu, porém, não me esquecerei de ti”(Is 4915). Ninguém pode dizer: “Deus Se esqueceu de mim”.
Em Deus repousa minh’alma
O salmo canta o resultado do abandono em Deus: “Só em Deus a minha alma tem repouso, porque é Dele que me vem a salvação. Só Ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza onde encontro segurança” (Sl 61,7). Essa mesma confiança em Deus é expressa pelo salmo: “Fiz calar e repousar meus desejos, como criança amamentada, no colo da mãe, como criança amamentada estão em mim meus desejos” (Sl 131,2). Isso não pode parecer uma utopia, um sonho. Se sossegarmos as ganâncias que nos levam ao consumismo, podemos sossegar nosso coração diante de Deus e, com isso, dar valor ao Reino como primeira opção. Sabemos que Deus garante o sustento. Aliás, tendo o Reino, não vamos querer tanta coisa. Tendo toda a riqueza maior, não precisamos de bijuterias. A confiança em Deus é expressa pelo profeta através da imagem do bebezinho que se alimentou e dorme tranquilo. A mãe com um nenezinho adormecido e feliz nos braços da mãe é a imagem síntese do resultado da opção pelo único Senhor. Não se trata de preocupação, mas ocupação. Jesus convida a viver o presente. Assim estamos prontos para o amanhã.

Para cada dia, basta seu cuidado
Jesus diz que “são os pagãos é que se preocupam com essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça, e toda essas coisas vos serão dadas por acréscimo” (Mt 6,32-33). Será que a toda essa crise atual de agitação e depressão não são conseqüência do resultado dessa busca do vazio? E continua Jesus: “Não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia bastam seus próprios problemas” (Mt 6,34). A sabedoria de Jesus nos ensina que buscar o Reino hoje é o melhor modo de viver bem amanhã. Depois mostrar os que se preocupam com a justiça do Reino que é a bondade, a misericórdia e o amor.
Leituras: Is 49,14-15; Sl 61; 1Cor 4,1-5; Mt 6,24-34
Ficha nº 1626
Jesus ensina que a busca dos valores do Reino dá melhor resultado que a busca desenfreada dos bens materiais. São os dois senhores.
É preciso calar a ganância dos desejos para se ter a serenidade do Reino.
Jesus ensina a viver o memento presente.
Quem paga a conta
Quando se tem que pagar a conta, sabe-se o peso do que se comeu. Assim Jesus libera a gente dessa preocupação.
Jesus faz uma bela comparação: devemos viver despreocupados com a vida, com o dinheiro, com a comida, com o vestido. Quem escolhe o Reino de Deus vai ter tudo de sobra. Nem Salomão se vestiu tão bem como um lírio que não fez nada para ser tão bonito. Deus cuida dos passarinhos, das flores e de nossa vida.
Se buscarmos o Reino de Deus e sua justiça, o resto vem com sobra. Buscar o Reino de Deus dá garantia de que Deus paga a conta.
Ensina a viver o momento presente. Vivemos tão atacados e nervosos para garantir o dia de amanhã. E deixamos de viver o hoje. Isso quer dizer que não viveremos. Vivamos bem o dia de hoje, que o de amanhã fica garantido. Deus é como uma mãe que não esquece seu filhinho.
Fonte - http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/liturgia-diaria/26/02/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário