Sorteio

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Por que não celebramos o Primeiro Domingo do Tempo Comum?


No último domingo, (10/01) a Igreja celebrou no rito ordinário a festa do Batismo do Senhor, momento que marca o início da vida pública de Jesus. Com o batismo, Jesus aceita ser o “Servo sofredor” (Is 53), deixando-se contar entre os pecadores, ao mesmo tempo em que “tira o pecado do mundo” (Jo 1, 29). Com a realização dessa festa, encerramos o período litúrgico do Natal. E até celebrarmos o próximo grande período, que é a Páscoa, estaremos nos preparando ouvindo as histórias e parábolas do Senhor no Tempo Comum, cujo primeiro dia de preceito é no próximo domingo (17/01), com a celebração do Segundo Domingo do Tempo Comum.
Não seria o Primeiro Domingo?
Com o fim do Natal na festa do Batismo do Senhor, a Igreja celebrará no próximo domingo o Segundo Domingo do Tempo Comum. Isso está certo, porque nós, católicos, não celebramos o Primeiro Domingo do Tempo Comum, já que ele não existe no nosso calendário litúrgico. Você deve estar se perguntando o por quê disto, uma vez que parece não fazer sentido celebrar um segundo domingo sem a existência de um primeiro. Você também deve estar se perguntando se a Igreja não celebrará nada entre nos dias comuns entre a festa do Batismo e esse Segundo Domingo, ou seja, se a Igreja não celebrará nenhuma liturgia eucarística entre os dias 11 e 16 de janeiro deste ano (2016).
Sejamos fiéis à Igreja, que, em sua milenar sabedoria, jamais deixaria seus filhos desamparados nem sequer por apenas uma semana. Observemos na imagem abaixo que após o fim do Natal, com a festa do Batismo, iniciamos o Tempo Comum, cujo primeiro dia não é no domingo, mas na segunda-feira. Assim, o primeiro dia ou a primeira liturgia do Tempo não é no Primeiro Domingo do Tempo Comum, mas na Segunda-feira da Primeira Semana do Tempo Comum.
Batismo do Senhor x Tempo Comum

Batismo do Senhor x Tempo Comum
Pode parecer confuso à princípio, mas não é: veja que, apesar de a semana civil e os tempos litúrgicos se iniciarem aos domingos, o Tempo Comum não é iniciado no domingo, mas na segunda-feira.
Com o início da Quaresma, o Tempo Comum se estende até a terça-feira antes da Quaresma, inclusive. Ele recomeça na segunda-feira depois do domingo de Pentecostes e termina antes das Primeiras Vésperas do Primeiro Domingo do Advento. No último Domingo do Tempo Comum celebramos a solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo. Notemos que, de maneira semelhante ao início do Tempo Comum, no encerramento desse mesmo tempo celebramos a última semana do Tempo Comum.
Fonte - https://catecismobr.wordpress.com/2016/01/11/por-que-nao-celebramos-o-primeiro-domingo-do-tempo-comum/

Nenhum comentário:

Postar um comentário