Sorteio

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

O amor nos une a Deus

O amor de Deus alivia nossas dores, nossos sofrimentos, cura nossas carências e direciona toda a nossa afetividade

A primeira verdade é que quem nos amou primeiro foi Deus. E como nos amou? Deus nos amou desde toda a eternidade, nos amou com todo o Seu coração. E o verbo se atualiza no presente e também no futuro: Deus nos “ama” e nos “amará” sempre!

A essência divina é o amor

Deus não sabe fazer outra coisa a não ser amar! Toda a essência divina é amor; por amor fomos criados, salvos e resgatados. É o amor de Deus que está resgatando, salvando, curando e libertando nossos corações.
Quem se deixa conduzir por Deus, permite ser amado por Ele acima de todas as coisas. E uma vez que somos amados por Deus, o Seu amor cresce em nós, toma forma e corpo em nossa vida. Quando somos mergulhados no amor de Deus, este vai aliviando nossas dores, nossos sofrimentos, curando nossas carências e direcionando toda a nossa afetividade.

Nenhum outro amor é maior que o amor divino

Não permitamos que nenhum outro amor seja maior em nosso coração do que o amor divino, porque quando permitimos ser amados por Deus, sabemos distinguir e ter prudência; sabemos ter uma forma justa e correta para amar os outros. Todo aquele que ama, nasceu de Deus; todo aquele que vive a experiência de amar, ama porque foi amado por Deus.
O amor que é simplesmente humano e não é revestido pela virtude divina tende a se machucar, se decepcionar, se iludir e se esvaziar. Mas, quando o amor é autêntico e vem do coração de Deus, este amor permanece.

O empenho na arte de amar uns aos outros

Irmãos e irmãs, amemos uns aos outros! Não é uma poesia cristã, nem frase de efeito; é ordem, é mandamento divino. Como precisamos nos empenhar na arte e no dever de amarmos uns aos outros! Humanamente falando, em muitas situações é muito difícil amar, é complicado, duro e nem compensa, muitas vezes, amar esta ou aquela pessoa.
Entretanto, o nosso amor não é apenas humano; ele [nosso amor] é revestido da graça divina, é recheado do amor que vem do coração de Deus. Deste modo é um amor que se renova, se refaz, se restaura e não guarda mágoas, é um amor que olha para frente e faz tudo ser novo.
Que o amor de Deus cresça sempre em nossos corações, e com o mesmo amor que recebemos do coração de Deus amemos, acima de tudo, quem Ele colocou ao nosso lado!
Amar quem não conhecemos, quem está distante, quem está do outro lado do mundo não se torna tão difícil nem complicado. O amor verdadeiro se manifesta por quem convive, está ao nosso lado, por quem criamos um elo.
Que o elo maior de nossas vidas seja o elo do amor divino, pelo qual fomos salvos e resgatados!
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário